Blast hits tax office in Copenhagen in attack, one person hurt: police

One person was lightly injured in an explosion outside the Danish Tax Agency’s office in Copenhagen late on Tuesday in what police said was a deliberate attack, although it was too early to know who was behind it.div class=”feedflare”
a href=”http://feeds.reuters.com/~ff/Reuters/worldNews?a=AYi7drPpQrg:gJtm3ua5DEU:yIl2AUoC8zA”img src=”http://feeds.feedburner.com/~ff/Reuters/worldNews?d=yIl2AUoC8zA” border=”0″/img/a a href=”http://feeds.reuters.com/~ff/Reuters/worldNews?a=AYi7drPpQrg:gJtm3ua5DEU:F7zBnMyn0Lo”img src=”http://feeds.feedburner.com/~ff/Reuters/worldNews?i=AYi7drPpQrg:gJtm3ua5DEU:F7zBnMyn0Lo” border=”0″/img/a a href=”http://feeds.reuters.com/~ff/Reuters/worldNews?a=AYi7drPpQrg:gJtm3ua5DEU:V_sGLiPBpWU”img src=”http://feeds.feedburner.com/~ff/Reuters/worldNews?i=AYi7drPpQrg:gJtm3ua5DEU:V_sGLiPBpWU” border=”0″/img/a
/divimg src=”http://feeds.feedburner.com/~r/Reuters/worldNews/~4/AYi7drPpQrg” height=”1″ width=”1″ alt=””/

UK politicians do not get to choose which votes they respect: PM Johnson’s top adviser

British Prime Minister Boris Johnson believes politicians do no get to choose which votes they respect, his senior adviser Dominic Cummings said on Wednesday, a pointed remark aimed at lawmakers who have vowed to prevent a no-deal Brexit.div class=”feedflare”
a href=”http://feeds.reuters.com/~ff/Reuters/worldNews?a=qhUmuRjCVgo:UoRcMdenKcQ:yIl2AUoC8zA”img src=”http://feeds.feedburner.com/~ff/Reuters/worldNews?d=yIl2AUoC8zA” border=”0″/img/a a href=”http://feeds.reuters.com/~ff/Reuters/worldNews?a=qhUmuRjCVgo:UoRcMdenKcQ:F7zBnMyn0Lo”img src=”http://feeds.feedburner.com/~ff/Reuters/worldNews?i=qhUmuRjCVgo:UoRcMdenKcQ:F7zBnMyn0Lo” border=”0″/img/a a href=”http://feeds.reuters.com/~ff/Reuters/worldNews?a=qhUmuRjCVgo:UoRcMdenKcQ:V_sGLiPBpWU”img src=”http://feeds.feedburner.com/~ff/Reuters/worldNews?i=qhUmuRjCVgo:UoRcMdenKcQ:V_sGLiPBpWU” border=”0″/img/a
/divimg src=”http://feeds.feedburner.com/~r/Reuters/worldNews/~4/qhUmuRjCVgo” height=”1″ width=”1″ alt=””/

Veja empresas com programas de trainee 2020 abertos


O trainee é contratado em regime CLT, com direitos trabalhistas previstos na lei; salários podem chegar a R$ 6,7 mil. Trainees da turma deste ano da Votorantim
Divulgação
Pelo menos 9 empresas estão com inscrições abertas para seus programas de trainee 2020. Entre elas estão Ambev, Red Bull e Itaú.
O trainee é contratado em regime CLT, com direitos trabalhistas previstos na lei como FGTS, 13º salário e férias, participação nos lucros e resultados, além de benefícios como vale-refeição, vale-transporte e planos de saúde e odontológico. Há empresas que oferecem ainda descontos em universidades, escolas de idiomas e academias.
A maior parte das empresas exige que o candidato esteja para se graduar ou há até dois anos formado. Outros requisitos pedidos são inglês de intermediário a fluente e conhecimentos do Pacote Office, além de disponibilidade para mudar de cidade, estado ou até país.
Podem ajudar o candidato diferenciais como experiência internacional, vivências em empresas juniores, prática em startups e domínio de outros idiomas. Além disso, mestrado, MBA, pós-graduação ou especializações também ajudam na preferência.
Os processos seletivos dos programas têm várias fases e geralmente englobam testes online de português, inglês, raciocínio lógico e atualidades, além de dinâmicas de grupo, entrevista com RH e gestores da empresa, painel de negócios, no qual os candidatos precisam encontrar soluções para os casos, e até entrevista com diretor da área ou presidente ou vice-presidente da empresa.
Os programas de trainee costumam durar entre 1 e 2 anos. Durante o programa, os selecionados passam por diversos setores da empresa, incluindo treinamento internacional, e são preparados para assumir cargos de liderança.
Ex-trainees contam como se tornaram chefes – e dão dicas para quem busca uma vaga
Veja abaixo a lista de empresas com programas abertos:
Ambev Área de atuação da empresa: bebidas
Vagas: nº não informado
Salário: R$ 6.700
Cursos: todos os cursos são aceitos Graduação: conclusão entre dezembro de 2017 e 2019
Inscrições: neste link, até 01/09/2019
B2W Digital Área de atuação da empresa: plataforma digital dona das marcas Americanas.com, Submarino, Shoptime e Sou Barato
Vagas: nº não informado
Cursos: todos os cursos são aceitos
Graduação: conclusão entre julho de 2017 e julho de 2019 Inscrições: neste link, até 26/08/2019 Local das vagas: Rio de Janeiro e de São Paulo
Domino’s Pizza
Área de atuação da empresa: delivery de pizza
Vagas: 10
Cursos: engenharias, economia, matemática, comunicação, marketing, psicologia, finanças, gestão, ciências atuariais e ciências contábeis
Graduação: conclusão nos últimos dois anos ou com previsão para janeiro de 2020
Inscrições: neste link, até 11/10/2019
Local das vagas: Rio de Janeiro e de São Paulo
Enforce
Área de atuação da empresa: gestão de créditos inadimplentes corporativos, portfólios imobiliários estressados, falências, recuperação judicial e demais ativos estressados (empresa controlada pelo Banco BTG Pactual)
Vagas: 14
Salário: R$ 4.000, com até 4 salários de bônus
Cursos: administração, economia, direito, agronomia, engenharias, tecnologia, estatística e outros relacionados à gestão empresarial
Graduação: conclusão entre 2015 e 2019
Inscrições: neste link, até 30/08/2019
Local das vagas: Campinas (SP)
Itaú e Itaú BBA Área de atuação da empresa: bancária Vagas: nº não informado
Cursos: todos os cursos de bacharelado
Graduação: conclusão entre dezembro de 2017 e dezembro de 2020
Inscrições: neste link, até 26/08/2019
Local das vagas: São Paulo
Mazars
Área de atuação da empresa: auditoria e consultoria empresarial Vagas: nº não informado
Cursos: ciências contábeis, direito, administração, economia, tecnologia da informação e engenharia de TI
Graduação: cursando a partir do 5º semestre, no último ano ou recém-formado
Inscrições: neste link, até 31/08/2019
Local das vagas: São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas (SP) e Curitiba
Raízen
Área de atuação da empresa: produção de açúcar, etanol e bioenergia e distribuição de combustíveis
Vagas: nº não informado
Cursos: todos os cursos são aceitos
Graduação: conclusão até dezembro de 2018
Inscrições: neste link, até 09/09/2019
Red Bull
Área de atuação da empresa: energéticos
Vagas: nº não informado
Cursos: administração, publicidade, marketing, comunicação social, economia e engenharias
Graduação: conclusão entre dezembro de 2017 e dezembro de 2019
Inscrições: neste link, até 08/09/2019
Local das vagas: São Paulo
Votorantim Área de atuação da empresa: cimento
Vagas: 15
Salário: R$ 6.300 com bônus de desempenho que varia de 2,5 a 3,75 salários
Cursos: todos os cursos são aceitos
Graduação: conclusão entre dezembro de 2016 e dezembro de 2019
Inscrições: neste link, até 28/08/2019

Nova política de distribuição de lucro deve fazer FGTS render mais que a poupança


Decisão do governo de repassar a totalidade do lucro do FGTS para os trabalhadores deve elevar rendimento do fundo para 6% e superar o que é oferecido pela caderneta. O ministro da economia, Paulo Guedes, durante cerimônia de lançamento do novo FGTS FáTIMA MEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
A decisão do governo de ampliar a fatia do lucro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) que chega ao trabalhador tornou a rentabilidade do fundo mais interessante quando comparada com outras aplicações de perfil conservador.
Saiba tudo sobre a liberação dos saques do FGTS e do PIS-Pasep
Ao anunciar a liberação dos saques do FGTS, o governo determinou a distribuição de 100% do lucro do FGTS para os trabalhadores a partir deste ano. Com a mudança, a rentabilidade do fundo deve subir para próximo de 6%, segundo cálculos do professor de finanças do Insper Michael Viriato. Se esse rendimento se materializar, ele será maior do que o da poupança, por exemplo, que deve trazer um ganho de cerca de 4% em 2019.
A mudança na remuneração deve começar a partir de agosto, quando os R$ 12 bilhões de lucro do FGTS, em 2018, serão distribuídos integralmente aos trabalhadores.
Antes da mudança anunciada pela equipe econômica, apenas 50% do lucro era distribuído para os trabalhadores. Além desse lucro, as contas do FGTS rendem 3% ao ano mais a Taxa Referencial (TR), que é calculada pelo Banco Central e hoje está próxima de zero.
As mudanças na remuneração do FGTS:
O FGTS sempre tem um rendimento garantido de 3% mais a variação da TR;
Com a decisão de repassar todo o lucro para o trabalhador, o FGTS deve ter um rendimento próximo de 6% este ano;
Se essa rentabilidade se confirmar, deve ser superior ao que é oferecido pela poupança. Produto mais popular do país, a caderneta deve pagar cerca de 4% este ano.
Rendimento FGTS X poupança com distribuição de 100% do lucro
Apresentação – Ministério da Economia “O FGTS rende mais do que a poupança, mas é um instrumento financeiro diferente. Ele não deveria ser comparado com a poupança”, diz Viriato.
Se o FGTS fosse um produto comercializado pela iniciativa privada, ele teria de oferecer um rendimento muito superior por ter um portfólio de perfil mais arriscado, explica Viriato. Boa parte dos recursos do fundo é destinada para investimento do setor imobiliário e de infraestrutura, o que sempre torna o risco de calote elevado.
No mercado financeiro, se um produto tem risco elevado, espera-se que a rentabilidade do produto seja maior. “(Aplicar no FGTS) Seria a mesma coisa se o investidor aplicasse num fundo de crédito arriscado”, diz Viriato. “Os recursos do FGTS vão, normalmente, para créditos habitacionais de baixa renda e para operações de infraestrutura e saneamento.”
Um produto de perfil similar ao portfólio do FGTS, segundo Viriato, costuma oferecer 12% ao ano. Além da mudança na distribuição do lucro, há um outro fator que torna a rentabilidade do FGTS interessante. A queda da taxa de juros – para 6% ao ano – deixou as aplicações de renda fixa com um rendimento menor. A inflação controlada dos últimos anos também permitiu que o fundo tivesse um ganho real.
Initial plugin text

Ukraine’s Zelenskiy says called Putin after four soldiers killed

Ukraine’s President Volodymyr Zelenskiy said he had a phone conversation with Russian leader Vladimir Putin on Wednesday morning after four Ukrainian soldiers were killed by shelling in the eastern Donbass region.div class=”feedflare”
a href=”http://feeds.reuters.com/~ff/Reuters/worldNews?a=JYEulqBS_sQ:vq_xl7wf2TY:yIl2AUoC8zA”img src=”http://feeds.feedburner.com/~ff/Reuters/worldNews?d=yIl2AUoC8zA” border=”0″/img/a a href=”http://feeds.reuters.com/~ff/Reuters/worldNews?a=JYEulqBS_sQ:vq_xl7wf2TY:F7zBnMyn0Lo”img src=”http://feeds.feedburner.com/~ff/Reuters/worldNews?i=JYEulqBS_sQ:vq_xl7wf2TY:F7zBnMyn0Lo” border=”0″/img/a a href=”http://feeds.reuters.com/~ff/Reuters/worldNews?a=JYEulqBS_sQ:vq_xl7wf2TY:V_sGLiPBpWU”img src=”http://feeds.feedburner.com/~ff/Reuters/worldNews?i=JYEulqBS_sQ:vq_xl7wf2TY:V_sGLiPBpWU” border=”0″/img/a
/divimg src=”http://feeds.feedburner.com/~r/Reuters/worldNews/~4/JYEulqBS_sQ” height=”1″ width=”1″ alt=””/

Britain will face some food shortages in a no-deal Brexit: trade body

A disorderly no-deal Brexit would disrupt some food supplies for weeks or months if delays at ports leave fresh produce rotting in lorries, the industry’s trade body warned on Wednesday.div class=”feedflare”
a href=”http://feeds.reuters.com/~ff/Reuters/worldNews?a=XsqlKcfcbO4:JFpK93SjcPo:yIl2AUoC8zA”img src=”http://feeds.feedburner.com/~ff/Reuters/worldNews?d=yIl2AUoC8zA” border=”0″/img/a a href=”http://feeds.reuters.com/~ff/Reuters/worldNews?a=XsqlKcfcbO4:JFpK93SjcPo:F7zBnMyn0Lo”img src=”http://feeds.feedburner.com/~ff/Reuters/worldNews?i=XsqlKcfcbO4:JFpK93SjcPo:F7zBnMyn0Lo” border=”0″/img/a a href=”http://feeds.reuters.com/~ff/Reuters/worldNews?a=XsqlKcfcbO4:JFpK93SjcPo:V_sGLiPBpWU”img src=”http://feeds.feedburner.com/~ff/Reuters/worldNews?i=XsqlKcfcbO4:JFpK93SjcPo:V_sGLiPBpWU” border=”0″/img/a
/divimg src=”http://feeds.feedburner.com/~r/Reuters/worldNews/~4/XsqlKcfcbO4″ height=”1″ width=”1″ alt=””/