Abiove reduz previsão para safra e exportação de soja em 2019


Associação agora espera colheita de 117,9 milhões de toneladas no país, queda de 2,5% ante a previsão de dezembro. Previsão de exportação de soja em grãos foi reduzida de 73,9 milhões para 70,1 milhões de toneladas
Roberto Samora/Reuters
A safra de soja do Brasil em 2019 deverá somar 117,9 milhões de toneladas, estimou nesta segunda-feira (28) a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), que reduziu a estimativa em 2,5% ante previsão de dezembro, após os efeitos do tempo quente e seco.
A Abiove, que representa as principais indústrias e tradings (empresas que negociam commodities) do setor de soja, ainda reduziu a previsão de exportação de soja em grãos para 70,1 milhões de toneladas, ante 73,9 milhões na previsão de dezembro — o Brasil é o maior exportador global da oleaginosa.
Com a redução nos embarques, a Abiove cortou o faturamento estimado com exportações do complexo soja (grão, farelo e óleo) em 2019 para 32,75 bilhões de dólares, ante 34,2 bilhões na previsão de dezembro. Também nesta segunda, a Agroconsult disse que pode reduzir novamente a previsão para a safra de soja por conta do tempo quente e seco que causou perdas significativas nos estados de Paraná e Mato Grosso do Sul. Atualmente, a estimativa da consultoria é de uma colheita de 117,6 milhões de toneladas.