Bolsas mundiais caem com investidores monitorando tensão geopolítica no Afeganistão e após dados da China

baixa gráfico índice (Getty Images)

As bolsas mundiais têm quedas nesta segunda, após uma semana de dados econômicos positivos nos Estados Unidos.

Investidores monitoram as implicações geopolíticas do colapso repentino do governo do Afeganistão, após o Taleban tomar a capital Kabul, levando à debandada de forças dos Estados Unidos do país.

A semana passada foi essencialmente positiva, marcada pela divulgação de resultados e dados econômicos importantes nos Estados Unidos.

O Dow fechou a semana passada com alta de 0,8%, em 35.515,38 pontos, um recorde; o S&P fechou com alta de 0,7%, em 4.468 pontos; e o Nasdaq, marcado por ações do setor de tecnologia, fechou em queda de 0,1%.

Na quarta-feira passada, o Departamento de Emprego dos Estados Unidos informou que o Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) subiu 5,4% no mês de julho em relação ao patamar de um ano antes, e 0,5% em relação ao mês imediatamente anterior.

O núcleo da inflação avançou 0,3% em julho na comparação mensal, e 4,3% na comparação anual. Este indicador exclui os preços de alimentação e energia, e é encarado por economistas como uma medida mais confiável, já que esses itens tendem a ser mais voláteis. Os números foram encarados por analistas como sinais de que a inflação está sob controle.

Na quinta-feira, o Departamento de Emprego afirmou que os novos pedidos semanais de seguro-desemprego somaram 375 mil, uma queda pela terceira semana consecutiva, e em linha com as estimativas de analistas.

Além disso, o índice de sentimento econômico da Universidade de Michigan para agosto registrou 70,2 pontos, o patamar mais fraco desde dezembro. O medidor de preços ao consumidor ficou mais forte do que o esperado.

Até o momento, 87% das ações listadas na S&P informaram resultados por ação acima do esperado, segundo dados compilados pelo FacSet. Caso este patamar se mantenha, será o mais elevado já registrado desde o início da análise do FacSet, em 2008.

PUBLICIDADE

As bolsas asiáticas fecharam em sua maioria em queda na segunda. Investidores reagiram à divulgação de dados econômicos da China relativos a julho, que indicaram alta de 8,5% nas vendas no varejo na comparação anual, abaixo da expectativa de 11,5% de analistas ouvidos pela agência internacional de notícias Reuters.

A produção industrial cresceu 6,4% no mesmo período, abaixo da expectativa de 7,8%, também segundo analistas ouvidos pela Reuters.

Entre os fatores para o desempenho abaixo da expectativa, o Escritório Nacional de Estatísticas da China citou o impacto de incertezas externas, a pandemia de Covid na China e enchentes, e também afirmou que “a recuperação econômica é instável e desigual”.

Na China continental, o componente Shenzhen perdeu 0,712%, e fechou em 14.693,74 pontos; o índice Hang Seng, de Hong Kong perdeu 0,8%, fechando em 26.181,46 pontos; no Japão, o Nikkei perdeu 1,62%.

O PIB japonês avançou 0,3% no segundo trimestre em comparação com o trimestre imediatamente anterior, quando contraiu 0,9%, segundo dados oficiais preliminares divulgados na segunda, acima da estimativa de alta de 0,2% prevista por analistas ouvidos pela agência internacional de notícias Reuters.

As bolsas europeias têm quedas nesta segunda, na esteira dos resultados das bolsas asiáticas. Investidores aguardam pela divulgação de dados econômicos mais fracos do que o esperado, e monitoram preocupações geopolíticas.

O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, perde 0,3%. Ações dos setores de gás, varejo, viagem e lazer perdem mais de 1%.

Veja os principais indicadores às 6h30 (horário de Brasília):

PUBLICIDADE

Estados Unidos
*Dow Jones Futuro (EUA), -0,22%
*S&P 500 Futuro (EUA), -0,21%
*Nasdaq Futuro (EUA), -0,13%

Europa
*FTSE 100 (Reino Unido), -0,93%
*Dax (Alemanha), -0,54%
*CAC 40 (França), -0,8%
*FTSE MIB (Itália), -0,36%

Ásia
*Nikkei (Japão), -1,62%
*Shanghai SE (China), +0,03% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), -0,8% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), -1,16% (fechado)

Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, -1,023%, a US$ 67,74 o barril
*Petróleo Brent, -0,91%, a US$ 69,95 o barril
*Bitcoin, +2,58%, a US$ 47.152,98
Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 2,29%, cotados a 850,5 iuanes, equivalente hoje a US$ 131,35 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,47

O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.

Bolsas mundiais operam sem sentido definido em meio a preocupações com a variante delta do coronavírus

Investment stock market Entrepreneur Business Man discussing and analysis graph stock market trading,stock chart concept (Getty Images)

Os índices futuros americanos operam quase estáveis nesta terça (10), em meio a preocupações com a ressurgência de casos de Covid em diversas partes do mundo com a propagação da variante delta do coronavírus.

Na segunda (9), o Dow caiu 106,66 pontos, a 35.101,85, ou 0,3%; o S&P 500 recuou 0,1%; e o Nasdaq subiu 0,16%. As quedas foram puxadas por ações do setor de energia, que lideraram as perdas após queda de 4% nos preços do petróleo. Há temor de que a alta de casos de Covid possa frear a demanda.

De acordo com dados do JOLT divulgados pelo Departamento de Emprego dos Estados Unidos na véspera indicaram que foram abertas 10,1 milhões de vagas de emprego no mês de junho, acima da expectativa de economistas de abertura de 9,1 milhões de vagas.

O rendimento dos títulos do Tesouro americano subiu na segunda, os preços da Bitcoin avançaram 5% e o ouro recuperou a maior parte do valor que tinha perdido nas negociações de overnight.

As ações da AMC subiram 6,7% após a empresa divulgar um relatório de resultados após o fechamento de segunda que indicou prejuízo menor do que o esperado. A empresa também anunciou que passaria a aceitar Bitcoin nos Estados Unidos neste ano.

Nesta semana, investidores aguardam a divulgação do índice de preços ao produtor na quarta, e do índice de preços ao consumidor na quinta, ambos relativos aos Estados Unidos. Também acompanham falas de autoridades do Federal Reserve, em busca de sinais sobre como o banco central americano pretende reduzir seu ritmo de compras de títulos.

As bolsas asiáticas fecharam em sua maioria em altas na terça. As ações da desenvolvedora de games da Coreia do Sul Krafton, fabricante do game PUBG, chegaram, no entanto, a cair 17% em relação ao preço da oferta pública inicial de ações (IPO na sigla em inglês), segundo dados da Refinitiv Eikon, antes de recuperar parte das perdas e fechar com recuo de 9%.

Segundo informações da agência internacional de notícias Reuters, o Ministério da Justiça da Coreia do Sul anunciou na segunda que o herdeiro da Samsung, Jay Y. Lee será libertado condicionalmente ainda nesta semana. Ele foi condenado por corrupção.

As ações ligadas ao conglomerado Samsung tiveram quedas na segunda.

PUBLICIDADE

Autoridades da China vêm anunciando sinais de uma ressurgência de casos de Covid, que tem levado cidades a iniciarem campanhas de testagem em massa.

Além disso, uma reportagem da Reuters afirmou que o grupo China Evergrande negocia a venda de seus negócios de carros elétricos e gestão de propriedades, levando a altas de seus papéis.

Na Coreia do Sul, o índice Kospi caiu 0,53%; na China continental, o Shanghai composto avançou 1,01%; em Hong Kong, o índice Hang Seng fechou em alta de 1%; no Japão, o Nikkei teve alta de 0,24%.

Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, tem alta de 0,3%, com destaque positivo para os setores de viagem e lazer.

As ações da Deliveroo tiveram alta de 3,7% após anúncios de que a Delivery Hero comprou uma participação na empresa. Já as da empresa de produtos químicos Corbion caíram mais de 8% após a companhia informar queda no lucro no primeiro semestre e cortar suas previsões.

Também foi divulgado o índice de Percepção Econômica ZEW relativo a agosto na Zona do Euro, que marcou 42,7 pontos, frente o patamar anterior de 61,2 pontos.

Veja os principais indicadores às 6h30 (horário de Brasília):

Estados Unidos
*Dow Jones Futuro (EUA), -0,08%
*S&P 500 Futuro (EUA), -0,03%
*Nasdaq Futuro (EUA), +0,08%
Europa
*FTSE 100 (Reino Unido), -0,16%
*Dax (Alemanha), +0,03%
*CAC 40 (França), +0,03%
*FTSE MIB (Itália), +0,16%
Ásia
*Nikkei (Japão), +0,24%
*Shanghai SE (China), +1,01% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), +1,23% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), -0,53% (fechado)
Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, +1,82%, a US$ 67,69 o barril
*Petróleo Brent, +1,42%, a US$ 70,01 o barril
*Bitcoin, +2,9%, a US$ 45.862,29
Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com queda de 1,33%, cotados a 853 iuanes, equivalente hoje a US$ 131,58 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,48

PUBLICIDADE

O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.

Bolsas mundiais operam em sentidos variados após payroll e com investidores atentos à variante delta

Os índices futuros americanos recuam nesta segunda-feira (9)  de manhã, enquanto que as bolsas asiáticas tiveram em sua maioria resultados positivos e as europeias têm desempenhos variados entre si.

Na sexta, o relatório do Departamento de Emprego dos Estados Unidos indicou a criação de 943 mil vagas em julho. A expectativa de analistas ouvidos pela Dow Jones era de criação de 845 mil vagas. Assim, a taxa de desemprego caiu a 5,4%, abaixo da expectativa de 5,7%.

Agora, analistas observam se o Federal Reserve se baseará nos resultados para reduzir as medidas expansionistas e desacelerar seu programa de compra de títulos.

Na sexta, ações do setor financeiro tiveram as maiores altas, contribuindo para elevar a perspectiva de lucro dos bancos. Empresas dos setores industrial, de varejo e de energia também tiveram altas após a divulgação do relatório de emprego.

O rendimento dos títulos do Tesouro americano subiu 1,3% após a divulgação do relatório. Isso contribuiu para que ações de empresas de tecnologia recuassem.

No domingo, senadores americanos se reuniram para discutir a aprovação de uma lei que investirá US$ 1 trilhão em infraestrutura, uma prioridade política do presidente Joe Biden. Assim, o Senado deverá realizar a votação final do projeto na terça.

A expectativa é que haja apoio o republicano de políticos republicanos para aprovar a lei no Senado e votá-la em setembro na Câmara.

Na semana investidores também aguardam manifestações de autoridades do Federal Reserve e a divulgação do índice de preços ao consumidor, na quarta, e do índice de preços ao produtor, na quinta.

Entre as empresas que divulgarão seus resultados na semana estão AMC Entertainment, Coinbase, Disney, Airbnb e Tyson Foods.

PUBLICIDADE

As bolsas asiáticas têm em sua maioria altas. Segundo dados divulgados na China, as exportações na China cresceram 19,3% em relação a um ano antes, frente ao ganho de 32,2% de junho e à expectativa de 20,8% de analistas. As importações cresceram 28,1%, menos do que a previsão de 33%.

Na segunda foi divulgado o índice de inflação do consumidor relativo a julho na China, que teve alta de 1% em relação a um ano antes, frente ganho de 1,1% no mês anterior e abaixo da meta do governo de 3% em relação a um ano antes.

A Indonésia também por um forte surto de Covid, e também há forte avanço na Austrália, onde foram registrados 280 novos casos no domingo. Segundo a imprensa local, 15 milhões de pessoas, ou cerca de 60% da população, estão sob medidas rígidas de lockdown em meio ao avanço da variante delta do coronavírus.

Na Coreia do Sul, o Kospi recuou 0,3%; em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,37%; na China continental, o índice Shanghai subiu 1,05%, e o Shenzhen subiu 0,77%. Os mercados estão fechados no Japão por conta do feriado.

As bolsas europeias têm resultados variados entre si nesta segunda. O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, se mantém estável.

As ações da britânica Deliveroo subiram 4,5%, após a empresa anunciar que a concorrente alemã Delivery Hero comprou 5,09% da empresa.

No mercado de commodities, os preços do petróleo registram baixa, estendendo as perdas acentuadas da semana passada devido ao dólar mais forte e às preocupações de que novas restrições à pandemia na Ásia, especialmente na China, possam retardar a recuperação global na demanda por combustível. A sessão também foi de queda para o minério de ferro em Dalian.

Veja os principais indicadores às 6h30 (horário de Brasília):
Estados Unidos
*Dow Jones Futuro (EUA), -0,29%
*S&P 500 Futuro (EUA), -0,2%
*Nasdaq Futuro (EUA), +0,04%
Europa
*FTSE 100 (Reino Unido), -0,41%
*Dax (Alemanha), -0,21%
*CAC 40 (França), -0,03%
*FTSE MIB (Itália), +0,29%
Ásia
*Nikkei (Japão), (não abriu)
*Shanghai SE (China), +1,05% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), +0,4% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), -0,18% (fechado)
Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, -4,05%, a US$ 65,51 o barril
*Petróleo Brent, -3,78%, a US$ 68,03 o barril
*Bitcoin, +6,93%, a US$ 40.692,77
Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com queda de 4,43%, cotados a 852,5 iuanes, equivalente hoje a US$ 131,59 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,48

PUBLICIDADE

O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.

Bolsas mundiais operam sem direção definida entre indicadores e resultados fortes de empresas

Investment stock market Entrepreneur Business Man discussing and analysis graph stock market trading,stock chart concept (Getty Images)

Os índices futuros americanos ficam perto da estabilidade durante a manhã desta quarta-feira (4). Na terça, o índice S&P 500 subiu 0,8% e bateu um novo patamar recorde; o Dow Jones também subiu 0,8%; e o Nasdaq composto avançou 0,6%.

A temporada de divulgação de resultados segue em ritmo forte. Lyft e Caesars Entertainment divulgaram resultados acima do esperado para o segundo trimestre, e falaram sobre a retomada da atividade em níveis comparáveis àqueles de antes da pandemia. As ações de ambas as empresas subiram mais de 3% no after market.

Os ganhos nas bolsas americanas ocorreram após uma manhã fraca, depois que o rendimento dos títulos do Tesouro americano com vencimento em dez anos recuou a 1,15% na segunda-feira.

O recuo ocorreu em meio a preocupações com a propagação da variante delta de Covid, e após o diretor do Federal Reserve, Christopher Waller, afirmar à rede de notícias CNBC que o banco central americano poderia reduzir seu ritmo de compra de títulos já em outubro.

Na terça, o rendimento dos títulos do Tesouro americano subiram levemente, a 1,17%. A queda do rendimento de títulos do Tesouro pode indicar um ritmo mais fraco para o mercado de ações.

Na quarta foi divulgado o Índice do Gerente de Compras (PMI em inglês) Caixin/Markit do setor de serviços da China relativo a julho, que pontuou 54,0 em julho, frente a 50,3 pontos em junho. Qualquer patamar acima de 50 indica expansão; abaixo, retração.

Na China continental, o Shanghai composto fechou em alta de 0,85%; em Hong Kong, o índice Hang Seng teve alta de 0,88%, marcado por avanço de papéis da gigante de tecnologia Tencent; na Coreia do Sul, o Kospi avançou 1,34%; no Japão, o Nikkei recuou 0,21%.

Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, sobe 0,5%, impulsionado pelos setores de viagem e lazer. Todos os setores das principais bolsas operam em alta.

Na terça, resultados divulgados por empresas do setor automobilístico indicaram que a escassez de semicondutores deve continuar a prejudicar as vendas. Tanto a BMW quanto a Stellantis alertaram que a produção e as vendas devem ser prejudicadas até depois do final de 2021.

PUBLICIDADE

Nesta quarta, o Commerzbank informou prejuízo líquido de 527 milhões de euros no segundo trimestre, em meio à reestruturação de gastos e baixas excepcionais de ativos, que apagaram os lucros. Outras empresas que divulgam seus resultados nesta quarta na Europa são Siemens Energy, Hugo Boss e Intesa Sanpaolo.

Na agenda econômica, foi divulgado o PMI composto Markit relativo a julho na Zona do Euro, que marcou 60,2 pontos, abaixo da expectativa de 60,6 pontos. O PMI do setor de serviços relativo a julho marcou 59,8 pontos, abaixo da expectativa de 60,4 pontos.

No Reino Unido, o PMI composto relativo a julho marcou 59,2 pontos, acima da expectativa de 57,7 pontos, e o PMI do setor de serviços marcou 59,6 pontos, frente a estimativa de 57,8 pontos.

Também foram divulgados dados sobre vendas no varejo relativos a junho na Zona do Euro, que avançaram 5% na comparação anual, frente a estimativa de 4,5%; e tiveram alta de 1,5% na comparação mensal, frente a estimativa de 1,7%.

Veja os principais indicadores às 6h30 (horário de Brasília):

Estados Unidos
*Dow Jones Futuro (EUA), -0,13%
*S&P 500 Futuro (EUA), -0,11%
*Nasdaq Futuro (EUA), +0,01%
Europa
*FTSE 100 (Reino Unido), +0,39%
*Dax (Alemanha), +0,72%
*CAC 40 (França), +0,55%
*FTSE MIB (Itália), +0,31%
Ásia
*Nikkei (Japão), -0,21% (fechado)
*Shanghai SE (China), +0,85% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), +0,88% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), +1,34% (fechado)
Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, -0,34%, a US$ 70,3 o barril
*Petróleo Brent, -0,11%, a US$ 72,33 o barril
*Bitcoin, -2,13%, a US$ 37.735,27
Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 0,52%, cotados a 1.067 iuanes, equivalente hoje a US$ 165,12 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,46

O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.

Bolsas mundiais abrem o mês em alta após resultados positivos nos Estados Unidos em julho

As bolsas mundiais sobem nesta segunda-feira (2), após um mês de julho forte nos Estados Unidos.

Em julho, os principais índices americanos fecharam em alta, apesar de preocupações sobre a perspectiva de retomada econômica com a propagação da variante delta de Covid.

No mês, o Nasdaq Composto subiu 1,2%; o Dow Jones subiu 1,3%; e o S&P 500 avançou 2,3%. A preocupação com o avanço do coronavírus no país vem sendo parcialmente ofuscada pelo avanço nas negociações por um acordo bipartidário em torno de uma lei prevendo investimentos de US$ 1 trilhão em infraestrutura no país.

Na sexta, foram divulgados dados que indicaram que a inflação nos Estados Unidos avançou em junho 3,5%, levemente abaixo da expectativa de analistas ouvidos pela Dow Jones, de alta de 3,6%. Também foram divulgados dados sobre o PIB dos Estados Unidos no segundo trimestre, que avançou 6,5% na base de comparação anual, menos do que a taxa de 8,4% esperada por analistas ouvidos pela Dow Jones.

As ações da Amazon tiveram queda de quase 7,6% na sexta, após a empresa informar receita trimestral abaixo da expectativa pela primeira vez em três anos, e apresentar diretrizes de desempenho abaixo da expectativa do mercado.

Até o momento, 59% das empresas que compõem o S&P informaram o desempenho no segundo trimestre, dentre as quais 88% superaram o o consenso do mercado, segundo dados compilados pelo FacSet.

Entre as empresas que devem informar seus resultados nesta semana estão Lyft, Uber e General Motors.

As bolsas asiáticas também têm altas, após uma semana turbulenta. Na segunda, a fabricante chinesa de carros elétricos Xpeng anunciou alta recorde de entregas de veículos em julho, o que contribuiu para que suas ações listadas em Hong Kong tivessem um salto de 10,66%.

Na segunda foi divulgado o índice do gerente de compras (PMI na sigla em inglês) Caixin/Markit relativo a julho na China, que marcou 50,3 pontos, abaixo da expectativa de analistas ouvidos pela agência internacional de notícias Reuters, de 51,1 pontos. Em junho o indicador havia marcado 51,3 pontos. Qualquer valor acima de 50 indica expansão; abaixo, retração.

PUBLICIDADE

Em Hong Kong, o índice Hang Seng fechou em alta de 1,06%; no Japão, o índice Nikkei subiu 1,82%; na Coreia do Sul, o Kospi avançou 0,65%; na China, o Shanghai composto subiu 1,97%.

Além disso, as ações do HSBC listadas em Hong Kong avançaram 0,93% após o banco anunciar lucro acima do esperado no primeiro semestre de 2021, além de sua segunda distribuição de dividendos desde o início da pandemia.

O banco informou lucro de US$ 10,84 bilhões no primeiro semestre, mais do que o dobro do mesmo período do ano anterior, o que também contribui para a alta de seus papéis listados em Londres.

Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, sobe 0,7%, com destaque positivo para o setor automobilístico.

No domingo, o lobby de fabricantes de carros CCFA-PFA afirmou que a escassez global de semicondutores e o avanço de novas infecções de Covid vêm prejudicando a perspectiva de recuperação do mercado automobilístico da França.

Também foi divulgado o PMI industrial da Zona do Euro, relativo a julho, que marcou 62,8 pontos, acima da expectativa de 62,6 pontos.

Veja os principais indicadores às 6h30 (horário de Brasília):
Estados Unidos
*Dow Jones Futuro (EUA), +0,51%
*S&P 500 Futuro (EUA), +0,58%
*Nasdaq Futuro (EUA), +0,52%
Europa
*FTSE 100 (Reino Unido), +1,03%
*Dax (Alemanha), +0,23%
*CAC 40 (França), +0,88%
*FTSE MIB (Itália), +0,77%
Ásia
*Nikkei (Japão), +1,82% (fechado)
*Shanghai SE (China), +1,97% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), +1,06% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), +0,65% (fechado)
Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, -1,136%, a US$ 73,11 o barril
*Petróleo Brent, -1,06%, a US$ 74,64 o barril
*Bitcoin, -5,68%, a US$ 39.509,68
Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com queda de 0,85%, cotados a 1.054 iuanes, equivalente hoje a US$ 163,11 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,46

O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.

PUBLICIDADE

Bolsas europeias avançam, enquanto índices futuros dos EUA operam sem sentido definido à espera do Fomc; Hang Seng sobe após forte baixa

Os índices futuros americanos operam sem um sentido definido nesta quarta (28). Na Ásia, as bolsas fecharam com desempenhos variados, ainda digerindo movimentos regulatórios na China, e na Europa as bolsas têm altas. Investidores aguardam a declaração do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, após uma reunião de dois dias da instituição.

Na segunda, todas as principais bolsas americanas haviam fechado em patamares recordes. Mas na terça o S&P recuou 0,47%; o Dow perdeu 85,79 pontos, ou 0,24%; o Nasdaq perdeu 1,21%, em sua pior performance diária desde 12 de maio. Apesar disso, no mês de julho o S&P acumula ganho de 2,4%; o Nasdaq ganhou 1,1%; e o Dow ganhou 1,6%.

Na terça, o Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou que avalia que a alta da inflação observada em diversas partes do mundo, e que se tornou ponto central nas discussões sobre a economia dos Estados Unidos, pode não ser apenas transitória.

Também na terça, o Federal Reserve iniciou sua reunião de dois dias do comitê de política monetária. Nesta quarta, o Fomc (Comitê Federal do Mercado Aberto) publica sua decisão de política monetária, seguida de comentários do presidente da instituição, Jerome Powell à imprensa.

A expectativa é de que o banco central americano traga mais informações sobre quando pretende reduzir a sua política de compra de ativos, que vem sendo implementada durante a pandemia.

Entre as grandes empresas que divulgaram seus resultados na terça estiveram a Apple, que teve resultados acima do esperado para faturamento bruto e lucro líquido e afirmou que as vendas de iPhone subiram 50% na comparação anual; a Alphabet, dona do Google, que teve alta de 69% na receita com propaganda; e a Microsoft, que teve faturamento bruto acima da expectativa, apesar de queda na receita de sua divisão dedicada ao sistema operacional Windows.

Até o momento, entre as empresas componentes do S&P 500 que já divulgaram resultados, 89% ultrapassaram as expectativas de lucro, e 86% ultrapassaram a expectativa de receita. Entre as empresas que divulgam seus números nesta quarta estão Pfizer, Facebook, Paypal e McDonald’s.

As bolsas americanas continuam pressionadas por papéis de empresas chinesas dos setores de educação e tecnologia, que vêm registrando perdas em meio a temores regulatórios.

No sábado (24) Pequim divulgou regras que forçariam os serviços de tutoria que ensinam disciplinas escolares aos alunos durante os anos obrigatórios a serem administrados como operações sem fins lucrativos. Além disso, as autoridades chinesas proibiram estes serviços de levantar capital e propriedade estrangeira, ou de ministrar aulas nos finais de semana e feriados públicos ou escolares.

PUBLICIDADE

O regulador antitruste da China também anunciou recentemente diretrizes para o setor de plataformas de entrega de comidas, que incluem pagar ao pessoal das entregas pelo menos o salário mínimo local.

As bolsas asiáticas têm desempenhos variados entre si, em meio a temores sobre regulação em empresas dos setores de educação e tecnologia da China, que continuam a pesar sobre os mercados. Algumas das ações desses setores recuperaram parte das perdas do início da semana.

Na quarta, as ações da gigante Tencent tiveram leve alta 0,27% em Hong Kong; as do Alibaba tiveram alta de 1,83%; as do Meituan subiram 7,53%. No entanto, os papéis da fabricante de carros Xpeng, também listadas em Hong Kong, perderam 7,94%, acompanhando o desempenho de seus papéis listados nos Estados Unidos.

No setor de educação privada, o New Oriental Education & Technology Group teve alta de 9,71%; e as ações a Koolearn Technology avançaram 9,16%.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng fechou a quarta com alta de 1,54%, após uma queda de mais de 8% no início da semana. Na China continental, no entanto, o Shanghai composto recuou 0,58%; na Coreia do Sul, o Kospi teve alta de 0,13%; e no Japão o Nikkei recuou 1,39%.

Outro fator que pesa sobre os mercados é o temor com a propagação do coronavírus. Na Austrália, o governo prorrogou por quatro semanas as restrições de mobilidade na região da Grande Sydney. Na quarta, o governo da Coreia do Sul informou a alta mais acentuada de novos casos de Covid em um único dia, segundo informações da agência internacional de notícias Reuters.

As bolsas europeias têm em sua maioria altas. O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, tem alta de 0,46%, com destaque positivo para ações dos setores de viagem e lazer, e negativo para ações do setor químico.

Entre as empresas que divulgam seus resultados nesta quarta na Europa estão Barclays, Santander, Basf, Deutsche Bank e Rio Tinto. O Deutsche Bank divulgou resultados acima do esperado para o segundo trimestre, com receita líquida de 692 milhões de euros, acima da expectativa de 328 milhões de euros de analistas ouvidos pela Refinitiv. O Barclays divulgou lucro atribuível de 2,1 bilhões de libras, frente a 90 milhões no mesmo período de 2020. As ações de ambos os bancos registram  ganhos.

PUBLICIDADE

Na terça, o Reino Unido registrou o seu maior número de mortes por Covid em um único dia, levando o primeiro-ministro Boris Johnson a pregar cautela.

Veja os principais indicadores às 6h40 (horário de Brasília):

Estados Unidos
*Dow Jones Futuro (EUA), -0,01%
*S&P 500 Futuro (EUA), +0,19%
*Nasdaq Futuro (EUA), +0,28%

Europa
*FTSE 100 (Reino Unido), +0,28%
*Dax (Alemanha), +0,3%
*CAC 40 (França), +0,83%
*FTSE MIB (Itália), +0,59%

Ásia
*Nikkei (Japão), -1,39% (fechado)
*Shanghai SE (China), -0,58% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), +1,54% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), +0,13% (fechado)

Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, +0,977, a US$ 72,36 o barril
*Petróleo Brent, +0,75%, a US$ 75,05 o barril
*Bitcoin, +6,39%, a US$ 39.818,96
Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 0,22%, cotados a 1.137,5 iuanes, equivalente hoje a US$ 175,07 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,50

O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.

Bolsas mundiais recuam com movimento de correção na Europa e nos EUA e em meio a temores regulatórios na China

baixa gráfico índice (Getty Images)

Os índices futuros americanos recuam nesta segunda-feira (26), marcada por quedas nas bolsas asiáticas e europeias.

Na segunda, o índice Hang Seng, de Hong Kong, teve fortes perdas, de 4,13%, apagando novamente os ganhos acumulados em 2021. Novamente, as ações dos setores de tecnologia e educação são destaque negativo, em meio a pressão regulatória por parte de autoridades da China sobre gigantes do setor.

Na sexta (23) passaram a circular documentos regulatórios do Conselho de Estado e do comitê central do Partido Comunista, datados do dia 19 determinando que instituições de educação estão proibidas de levantar recursos por meio de listagem de ações. Além disso, foram impostas limitações sobre o investimento de capital estrangeiro no setor.

New Oriental Education & Technology Group, Koolearn Technology e China Beststudy Education Group abriram a semana com quedas de mais de 30%.

No sábado (24), a autoridade regulatória antitruste da China determinou que a Tencent deve abrir mão de seus direitos de licenciamento de música, e impôs uma multa à empresa por seu comportamento anticompetitivo. As ações da Tencent caíram 7,72% na segunda; as da Alibaba recuaram 6,38%; e as da Meituan perderam 13,76%.

E na segunda o vice ministro do Exterior chinês afirmou durante conversas com o secretário de Estado americano que a relação entre os dois países “estão em um impasse, e enfrentam sérias dificuldades”. A fala consta em um release à imprensa divulgado pelo Ministério de Assuntos Exteriores da China.

Investidores também continuam a acompanhar a propagação da variante Delta do coronavírus na Ásia. No domingo a Indonésia estendeu as restrições no país por mais uma semana, segundo informações da agência internacional de notícias Reuters. A Coreia do Sul implementará o seu segundo nível mais alto de restrições a partir de terça, segundo informações divulgadas pela agência local de notícias Yonhap. Em Tóquio, o número de novos casos de coronavírus em um único dia ultrapassa a marca de 1.000 há seis dias, segundo o veículo Kyodo News.

Na China continental, o índice Shanghai fechou a segunda com queda de 2,34%; na Coreia do Sul, o Kospi recuou 0,91%. Os mercados do Japão reabriram após feriados na quinta e na sexta, e o Nikkei subiu 1,04%.

As perdas nas bolsas asiáticas contribuem para o desempenho negativo dos índices futuros americanos nesta segunda, que também registram um movimento de correção após quatro sessões de alta.

PUBLICIDADE

Na semana passada, ações do setor de tecnologia avançaram, beneficiando-se de resultados acima do esperado para o segundo trimestre, assim como do avanço da variante Delta –na pandemia, empresas de tecnologia foram capazes de manter bons desempenhos, e se tornaram foco de investimentos.

Na quinta, Twitter e Snap tiveram fortes altas após a divulgação de resultados acima do esperado para o segundo trimestre. O Twitter fechou a sexta com alta de 3%, e o Snap, com alta de 24%.

Na sexta, o Dow subiu 0,68%, a 35.061,55 pontos; o S&P avançou 1,01%, a 4.411,79 pontos; e o Nasdaq avançou 1,04%, a 14.836,99.

Assim, as três principais bolsas americanas fecharam em patamares recordes na semana passada, que teve início com perdas das principais bolsas americanas, em meio a temores sobre o impacto da propagação da variante Delta do coronavírus sobre a retomada da economia.

Nesta segunda, a fabricante de veículos elétricos Tesla divulga seus resultados após o fechamento. Na semana passada, o CEO Elon Musk afirmou que a companhia provavelmente passará a aceitar Bitcoins para a compra de veículos novamente. As falas do executivo a respeito da criptomoeda vêm tendo forte impacto sobre esse ativo.

Na terça, Apple, Microsoft e Alphabet, dona do Google, também devem divulgar seus resultados. Na semana, Facebook e Amazon também divulgam seus relatórios de desempenho.

Também na terça o Federal Reserve, o banco central americano, inicia sua reunião de dois dias para discutir suas políticas, com a decisão do Comitê Federal do Mercado Aberto (Fomc na sigla em inglês) sendo divulgada na quarta-feira. Já na quinta, o Departamento do Comércio americano divulgará dados sobre o PIB no segundo trimestre nos Estados Unidos.

As bolsas europeias têm quedas. O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, recua 0,4%, com destaque negativo para o setor automotivo, que perde 1,4%, e positivo para o de recursos básicos, que avança 0,8%.

PUBLICIDADE

A empresa de aviação Ryanair informou um prejuízo de 273 milhões de euros para o segundo trimestre, e alertou que pode encerrar o ano “entre uma leve perda e o ponto de equilíbrio”. Outras empresas com resultados a serem divulgados nesta segunda são Michelin, Faurecia e Philips.

Os investidores continuam a monitorar o avanço da variante Delta de Covid no continente, que é mais contagiosa e vem levando os governos de alguns países a reinstituir restrições de mobilidade.

Veja o desempenho dos principais indicadores às 6h40 (horário de Brasília):

Estados Unidos
*Dow Jones Futuro (EUA), -0,42%
*S&P 500 Futuro (EUA), -0,27%
*Nasdaq Futuro (EUA), -0,61%
Europa
*FTSE 100 (Reino Unido), -0,27%
*Dax (Alemanha), -0,48%
*CAC 40 (França), -0,33%
*FTSE MIB (Itália), -0,04%
Ásia
*Nikkei (Japão), +1,04% (fechado)
*Shanghai SE (China), -2,34% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), -4,13% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), -0,91% (fechado)
Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, -0,694, a US$ 71,58 o barril
*Petróleo Brent, -0,53%, a US$ 73,71 o barril
*Bitcoin, +10,6%, a US$ 38.102,75
Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 0,89%, cotados a 1.136,5 iuanes, equivalente hoje a US$ 175,34 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,48

O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.

Índices futuros americanos sobem e Wall Street se encaminha para fechar semana com ganhos

(Gerd Altmann/Pixabay)

Os índices futuros americanos sobem nesta sexta-feira (23) em meio à alta de ações do setor de de tecnologia. As bolsas europeias avançam e as asiáticas tiveram desempenhos variados entre si.

Na quinta (22), tanto o Twitter quanto o Snap viram suas ações subirem no aftermarket  após a divulgação de resultados acima do esperado para o segundo trimestre.

As principais bolsas dos Estados Unidos fecharam a sessão de quinta em alta. O Dow subiu 25,35 pontos, ou 0,07%; o S&P subiu 0,2%; e o Nasdaq, composto por uma grande proporção de ações do setor de tecnologia, teve alta de 0,36%.

A Microsoft respondeu pelo maior impacto positivo sobre o S&P e o Nasdaq na quinta, fechando em alta de 1,7%.

Após perdas na semana anterior e fortes vendas na segunda-feira da semana atual, os três indicadores se encaminham para fechar a quarta semana com resultados positivos entre as últimas cinco.

O resultado positivo de ações de tecnologia tem paralelo com o que ocorreu nos momentos mais graves da pandemia. Mesmo com a crise, essas empresas foram capazes de manter resultados positivos, e se mantiveram como uma alternativa importante de investimentos.

Na semana que vem, grandes empresas como Alphabet, dona do Google, Microsoft, Amazon e Facebook devem divulgar seus resultados relativos ao segundo trimestre.

As bolsas asiáticas tiveram desempenhos variados na sexta. Investidores monitoram o desempenho de ações de tecnologia em meio à volta de preocupações quanto a perspectiva de mudanças regulatórias.

A agência internacional de notícias Bloomberg News informou que Pequim está considerando a aplicação de penas fortes sobre o aplicativo de caronas pagas Didi, acusado de supostamente coletar e usar dados pessoais de forma irregular.

PUBLICIDADE

Segundo o veículo, as penas podem incluir uma multa que deve ser mais alta do que o valor de US$ 2,8 bilhões pagos neste ano pelo Alibaba; ou mesmo obrigar a empresa a fechar seu capital, pouco após a oferta pública inicial de ações da Didi, que ocorreu em junho.

No início de julho, a empresa já foi obrigada a deixar de cadastrar novos usuários, e teve o seu aplicativo removido das lojas chinesas. Os problemas da Didi ocorrem em meio a um movimento regulatório do governo chinês sobre gigantes de tecnologia, abordando questões que vão da formação de trustes a regulação de dados.

Nos Estados Unidos, as ações da Didi recuaram 11% na última quinta. Na sexta-feira, ações de empresas chinesas de tecnologia listadas em Hong Kong também recuaram. Os papéis da Tencent caíram 2,39%; os da Meituan caíram 2,36%; e os da Kuaishou caíram 10,75%.

Assim, o índice Hang Seng, de Hong Kong, perdeu 1,45% na sexta; na China continental, o Shanghai composto caiu 0,68%; na Coreia do Sul, o Kospi teve alta de 0,13%.

Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, sobe 0,5%, com destaque positivo para o setor de recursos básicos. Todos os setores e as principais bolsas operam no positivo.

Na quinta, o Banco Central Europeu manteve sua política monetária inalterada, mas mudou seu discurso e prometeu manter uma posição “persistentemente acomodativa”, em meio à sua nova meta de inflação.

Também na quinta, a União Europeia rejeitou o pedido do Reino Unido sobre reabrir negociações sobre o Protocolo da Irlanda do Norte, um ponto central do acordo do Brexit de 2020.

No radar econômico, foram divulgados dados sobre vendas no varejo no Reino Unido, que subiram 9,7% em junho em comparação com o mesmo período do ano anterior, frente a expectativa de 9,6%, e à medição anterior de alta de 24,6%. Na comparação mensal, as vendas subiram 0,5%, frente à expectativa de 0,4%, e à medição anterior de queda de 1,3%.

PUBLICIDADE

Também foi divulgado o Índice do Gerente de Compras (PMI na sigla em inglês) composto Markit relativo a julho na Zona do Euro, que marcou 60,6 pontos, acima da projeção de 59,5 pontos e do patamar anterior,d e 58,3 pontos. Qualquer valor acima de 50 indica expansão; abaixo, retração.

Nesta sexta, a Mercedes Benz deve divulgar uma atualização de sua estratégia.

Veja o desempenho dos principais indicadores às 6h40 (horário de Brasília):
Estados Unidos
*Dow Jones Futuro (EUA), +0,39%
*S&P 500 Futuro (EUA), +0,44%
*Nasdaq Futuro (EUA), +0,5%
Europa
*FTSE 100 (Reino Unido), +0,77%
*Dax (Alemanha), +0,63%
*CAC 40 (França), +0,81%
*FTSE MIB (Itália), +0,81%
Ásia
*Nikkei (Japão), +0,58% (fechado)
*Shanghai SE (China), -0,68% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), -1,45% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), +0,13% (fechado)
Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, -0,042%, a US$ 71,88 o barril
*Petróleo Brent, -0,04%, a US$ 73,36 o barril
*Bitcoin, +1,8%, a US$ 32.422,77
Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com queda de 2,01%, cotados a 1.124 iuanes, equivalente hoje a US$ 173,6 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,47

O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.

Bolsas mundiais continuam a subir, recuperando perdas do início da semana

As bolsas mundiais avançam nesta quinta-feira (22), mantendo o ritmo positivo do dia anterior e se recuperando de um começo de semana negativo.

Na sessão regular de quarta (21), as bolsas mantiveram a tendência de alta observada no dia anterior. O Dow avançou 0,83%; o S&P subiu 0,82%; e o Nasdaq composto teve alta de 0,92%.

Com os ganhos de terça e quarta, as principais bolsas americanas recuperaram as perdas observadas na segunda-feira, em meio ao avanço da variante delta do coronavírus. Outro fator que contribuiu para as vendas foi a queda do rendimento dos títulos do Tesouro com vencimento em dez anos nos Estados Unidos, que foi a 1,17% no início da semana, o menor patamar em dez anos. Na quarta, o rendimento estava em 1,29%.

Até o momento, 15% das empresas listadas no índice S&P 500 divulgaram seus resultados. Do total, 88% superaram as estimativas de lucro, segundo dados da provedora de infraestrutura e dados do mercado financeiro Refinitiv. E 84% superaram as expectativas quanto a receita.

Entre as empresas listadas em bolsas dos Estados Unidos que divulgarão resultados trimestrais nesta quinta antes da abertura dos mercados estão AT&T, American Airlines e Union Pacific. Depois do fechamento dos mercados, Intel, Twitter e Snap devem divulgar seus resultados.

Investidores também se mantêm atentos para os dados de novos pedidos semanais de seguro-desemprego pelo Departamento de Emprego nesta quinta. Economistas ouvidos pela Dow Jones esperam que o número de novos pedidos seja de 350 mil, abaixo do patamar anterior, de 360 mil. Também serão divulgados dados sobre moradias.

Na quinta, os mercados permaneceram fechados no Japão por conta de um feriado. O índice Hang Seng, de Hong Kong, teve uma das maiores altas, de 1,83%. As ações do China Evergrande Group tiveram alta de 7,87%, após a empresa anunciar que solucionou disputas legais com o China Guangfa Bank, segundo informações da agência internacional de notícias Reuters.

Na China continental, o índice Shanghai subiu 0,34%; na Coreia do Sul, o Kospi subiu 1,07%.

Investidores continuam a monitorar o avanço da variante delta do coronavírus, originária da Índia, que é altamente contagiosa. Os dois maiores estados australianos informaram forte alta nas novas contaminações, e a Indonésia tem número recorde de mortes, segundo informações da Reuters.

PUBLICIDADE

Além disso, o preço do Bitcoin se recuperou após ter recentemente baixado a menos de US$ 30 mil. Nesta quinta, a criptomoeda sobe mais de 4%, e é negociada acima de US$ 32 mil.

As bolsas europeias acompanham a alta geral das bolsas mundiais. O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, sobe 0,69%, com destaque positivo das ações dos setores de viagens e lazer, enquanto que o setor de itens domésticos recua 0,6%.

Nesta quinta, o Banco Central Europeu deve divulgar sua decisão mais recente sobre política monetária, incluindo sua nova meta para inflação.

Entre as empresas que divulgam seus resultados nesta quinta estão Unilever, Roche, Publicis e Mulberry Group. As ações da Unilever recuam mais de 4% após a empresa reduzir a sua previsão sobre margem operacional anual, citando custos mais altos.

Veja o desempenho dos principais indicadores às 6h30 (horário de Brasília):

Estados Unidos
*Dow Jones Futuro (EUA), +0,25%
*S&P 500 Futuro (EUA), +0,19%
*Nasdaq Futuro (EUA), +0,19%
Europa
*FTSE 100 (Reino Unido), +0,22%
*Dax (Alemanha), +0,81%
*CAC 40 (França), +0,65%
*FTSE MIB (Itália), +0,82%
Ásia
*Nikkei (Japão), (não abriu)
*Shanghai SE (China), +0,34% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), +1,83% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), +1,07% (fechado)
Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, +0,939%, a US$ 70,96 o barril
*Petróleo Brent, +0,84%, a US$ 72,84 o barril
*Bitcoin, +3,55%, a US$ 31.939,23
Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com queda de 5,32%, cotados a 1.138 iuanes, equivalente hoje a US$ 176 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,47

O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.

Bolsas mundiais sobem, mantendo o desempenho positivo registrado em Wall Street na terça

mercado bolsa índices alta ações gráfico analista trader (Shutterstock)

Os índices futuros americanos têm altas nesta quarta-feira, mantendo o desempenho positivo do dia anterior. As bolsas europeias sobem, e as asiáticas fecharam em alta.

Na terça, as ações tiveram uma forte alta, após a venda generalizada na segunda, impulsionada por temores sobre o avanço da pandemia em vários países do mundo. Na segunda, o Dow teve o seu pior dia em 8 meses, mas na terça subiu quase 550 pontos, ou 1,6%, o maior salto em mais de um mês. O S&P subiu 1,5%, e o Nasdaq Composto, 1,6%.

Além disso, o rendimento dos títulos americanos estabilizou em torno de 1,2%, após ter caído ao seu menor nível em 5 meses na segunda. Investidores mantêm temores quanto à perspectiva de alta da inflação e também sobre os impactos do avanço da pandemia do coronavírus.

Nos Estados Unidos há uma ressurgência de novos casos de Covid. No país, o governo vem tendo dificuldades de elevar o número de pessoas que tomaram as duas doses da vacina do patamar atual, de 48,28%, segundo dados compilados pelo site Our World in Data.

Durante uma audiência no Senado norte-americano na terça-feira, Anthony Fauci, principal especialista em doenças infecciosas dos EUA, afirmou que a variante delta é a responsável por mais de 80% dos novos casos de Covid-19 no país, mas as vacinas contra o coronavírus autorizadas no país ainda são mais de 90% eficazes na prevenção de hospitalizações e mortes.

A variante delta, altamente contagiosa, foi encontrada pela primeira vez na Índia no início deste ano. Desde então, tornou-se a cepa dominante da Covid-19 nos Estados Unidos e já foi detectada em mais de 90 países em todo o mundo. As mortes por coronavírus nos Estados Unidos chegaram a uma média de 239 por dia na semana passada, quase 48% a mais do que na semana anterior, disse a diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, Rochelle Walensky, durante a audiência.

Na terça, o Netflix publicou depois do fechamento do mercado que espera adicionar 3,5 milhões de assinantes líquidos no terceiro trimestre, quase 2 milhões a menos do que a estimativa de analistas.

Até o momento, cerca de 85% das empresas componentes do índice S&P 500 que divulgaram resultados superaram as estimativas de analistas, segundo dados compilados pelo FacSet. Nesta quarta, empresas como Coca-Cola, Verizon, Johnson & Johnson devem divulgar seus resultados.

Segundo dados divulgados na quarta pelo Ministério da Finança do Japão, as exportações do país subiram 48,6% em junho, em comparação com o mesmo período do ano anterior. O patamar ficou acima da expectativa de alta de 46,2% de analistas ouvidos pela agência internacional de notícias Reuters.

PUBLICIDADE

No Japão, o índice Nikkei fechou em alta de 0,58% na quarta; na China continental, o índice Shanghai composto subiu 0,7%; em Hong Kong, o índice Hang Seng recuou 0,26%; na Coreia do Sul, o Kospi recuou 0,52%.

Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, sobe 1,23%.

As ações da SAP recuam 3,2% apesar de a empresa ter elevado sua perspectiva para os resultados pela segunda vez neste ano, devido a bons resultados de seus investimentos em computação em nuvem.

A fabricante de automóveis Daimler manteve suas diretrizes para margem de lucro inalterada, mas alertou que a falta global de semicondutores deverá prejudicar as vendas de carros até 2022. Os papéis da empresa alemã recuam 2,1%.

Veja o desempenho dos principais indicadores às 6h30 (horário de Brasília):
Estados Unidos
*Dow Jones Futuro (EUA), +0,55%
*S&P 500 Futuro (EUA), +0,46%
*Nasdaq Futuro (EUA), +0,48%
Europa
*FTSE 100 (Reino Unido), +1,6%
*Dax (Alemanha), +0,86%
*CAC 40 (França), +1,32%
*FTSE MIB (Itália), +1,58%
Ásia
*Nikkei (Japão), +0,58% (fechado)
*Shanghai SE (China), +0,73% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), -0,13% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), -0,52% (fechado)
Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, +1,295%, a US$ 68,07 o barril
*Petróleo Brent, +1,36%, a US$ 70,27 o barril
*Bitcoin, +4,07%, a US$ 30.878,5
Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com queda de 3,85%, cotados a 1.1174 iuanes, equivalente hoje a US$ 181,41 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,47

O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.