G2Day explica como aplicar em empresas globais com alto potencial de crescimento

A G2D realizará na próxima sexta-feira (20), das 10h às 12h, o G2Day – Como investir em Venture Capital global a partir do Brasil. Esta é uma das estratégias de investimento que mais deu retorno nas últimas décadas, porém era acessível a menos de 1% dos investidores. O evento será online e com inscrições gratuitas, mas vagas limitadas.

“Esse tipo de investimento permite ao investidor pessoa física estar no mesmo jogo dos grandes milionários. Não tem nada parecido. É algo realmente revolucionário”, explica Fersen Lambranho, presidente do conselho administrativo da GP Investments, uma gestora de fundos de investimentos, principalmente de private equity.

Com o objetivo de explicar ao investidor como funciona a operação, o evento contará com a participação de Antônio Bonchristiano, Carlos Pessoa, Danilo Gamboa, Eduardo Coutinho, Fersen Lambranho, João Junqueira e Rodrigo Boscolo. Eles irão contar no detalhe o case da G2D desde o IPO.  Ainda haverá participações especiais do time da The Craftory, Mercado Bitcoin, CERC e Blu.

A G2D realizou um IPO na B3, em maio deste ano, permitindo que qualquer investidor, independente do tamanho de bolso, possa investir em empresas de alto crescimento em nível global, mas que ainda não chegaram à Bolsa.

Trata-se de uma companhia global de investimentos em empresas de tecnologia do Brasil, Estados Unidos e Europa, em estágio Pré-IPO, e já conta com 40 empresas de altíssimo crescimento no portfólio, incluindo oito unicórnios (empresas com valor de mercado de US$ 1 bilhão ou mais).

“Dos ativos que foram apresentados para o IPO, em alguns deles já tivemos valorização de mais de 100%”, destaca Fersen, lembrando que algumas dessas empresas receberam aportes milionários de gigantes que já enxergam seus respectivos potencial de crescimento.

Para saber mais, faça sua inscrição gratuita para o evento clicando aqui.

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.

Capitânia lança fundo de infraestrutura negociado na B3

O número de investidores pessoa física cadastrados na B3 cresceu 43% no primeiro semestre deste ano – são 3,8 milhões de contas. O aumento do interesse do brasileiro por investimentos reflete em mudanças no mercado. Em linha com o movimento de disponibilizar mais produtos eficientes, a gestora Capitânia lançou em janeiro o Capitânia Infra FIC FIRF, fundo de investimento em infraestrutura isento de Imposto de Renda para pessoa física, com cotas negociadas na B3 – com o ticker CPTI11 -, e que paga dividendos mensais.

Com dinâmica parecida aos fundos imobiliários de papel com carteira dedicada a Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs), o veículo oferece acesso ao investidor geral a uma cesta de ativos que tradicionalmente é ofertada somente para investidores qualificados – que têm mais de R$ 1 milhão disponíveis para aportes.

“É um dos poucos fundos do mercado com essas características”, afirma Christopher Smith, sócio e gestor da Capitânia, gestora especialista em crédito privado e imobiliário, que está há 18 anos no mercado e tem mais de R$ 13 bilhões sob gestão. A Capitânia  desenha a sua família de fundos para oferecer aos mais de 100 mil cotistas diversificação, retorno, controle de risco e gestão ativa.

Portfólio

O Capitânia Infra FIC FIRF (CPTI11) investe em Cotas de Fundos Incentivados de Investimento em Infraestrutura, Renda Fixa e Crédito Privado. O seu portfólio é formado por empresas que atuam nos segmentos de energia, transportes, telecomunicações – entre outros. Com foco em gestão ativa, o administrador sempre busca as melhores oportunidades do mercado para gerar resultados.

“Trata-se de uma opção para o longo prazo, que investe em companhias reguladas com  previsibilidade de fluxo de caixa e da operação”, diz Smith. Ele destaca a descorrelação com os ciclos políticos como uma das principais características do fundo. “É consenso que o Brasil, hoje e nas próximas décadas, precisa aprimorar a sua infraestrutura com a construção de rodovias, ferrovias, entre outras frentes. Essa necessidade independe da mudança de mandatos na política”.

A maior parte da carteira do CPTI11 está alocada em ativos com maior liquidez, como  debêntures de infraestrutura. Há também uma parcela menor comprada em outras operações, que passam por criteriosa avaliação da equipe de análise antes de figurar no portfólio.

Dividendos

Com média ponderada – cálculo que considera a rentabilidade dos ativos de acordo com a participação na carteira – de IPCA + 7,82%, o Fundo tem como objetivo distribuir aos seus cotistas, no mínimo, 95% do resultado do caixa. “É uma régua que os investidores de fundos imobiliários conhecem bem”, diz Smith.

PUBLICIDADE

A relação entre os dividendos distribuídos e o preço atual da cota – ou dividend yield (DY), de 10.90% a.a. em Julho21. A cota do CPTI11 pode ser adquirida na B3.  A taxa de administração é de 1% ao ano; não há taxa de performance. Para mais informações, acesse o site da Capitânia.

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.

Impulsionada por e-commerce, Log reposiciona marca

A Log Commercial Properties, desenvolvedora de ativos logísticos greenfield e uma das maiores locadoras de galpões de alto padrão no Brasil, inicia uma nova era em seus 13 anos de história. A empresa, que acabou de encerrar mais um trimestre com resultados expressivos, anuncia sua nova identidade visual e o reposicionamento de sua marca no mercado.

“É uma nova marca para uma nova empresa. Além de sinalizar o bom momento comercial que estamos vivendo, o processo de rebranding reflete a necessidade da companhia de reafirmar para o mercado toda sua capacidade, potência, eficiência construtiva que gera valor e movimenta o mundo dos nossos clientes e o país”, afirma o Diretor Comercial e Marketing da companhia, Guilherme Trotta.

“Por isso, o mote ‘Se move o mundo, move a Log’ foi escolhido para assinar a campanha. Ele reforça o impacto do nosso desempenho acelerado, mesmo para o já agitado mercado de ativos logísticos, e evidencia nossos diferenciais de mercado”, completa.

Para oferecer uma solução completa aos seus clientes, a Log é a única empresa do segmento presente em todas as regiões do país, sendo 37 cidades em 17 estados. Além da localização, a companhia se destaca também pela atuação em todo o ciclo de desenvolvimento dos ativos: desde a definição da localização, aquisição do terreno, aprovação do projeto, construção, locação e administração dos empreendimentos.

LOG CONTAGEM III / Fotos: BRUNO HENRIQUES CORRÊA / AVIVA

“A virada da marca da Log representa uma virada da empresa também. No último ano, crescemos muito, indo para outro patamar. E o que movimentou esse crescimento todo foi o e-commerce, foram os negócios dos nossos clientes”, comenta Trotta.

O comércio eletrônico e a busca por galpões de alto padrão de qualidade cresceram exponencialmente em todo o país, especialmente durante a pandemia do Coronavírus. Tanto que, atualmente, quase metade dos galpões que a Log possui são voltados para o setor de e-commerce.

E o aumento da demanda por galpões de alto padrão levou a empresa a reformar seu plano de crescimento, que inicialmente foi batizado de Todos por Um, e que tinha como objetivo construir 1 milhão de m² de área bruta locável (ABL) em 5 anos. Agora, o plano se chama Todos Por 1.5, e a meta é construir 1,5 milhão de m² de ABL até 2024.

PUBLICIDADE

Ainda de acordo com o diretor, o plano segue a estratégia de negócio da Log e reflete o novo posicionamento da companhia no mercado: “tudo que move o negócio de nossos clientes, move a Log também. Tudo que movimenta o Brasil e o mundo, move a nossa empresa”, afirma Trotta.

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.

Small Caps de agosto: Fast Trade disponibiliza compilado de diversas instituições

O Fast Trade, com o objetivo de diversificar as recomendações de ações, apresenta a Carteira Recomendada de Small Caps de agosto. O conteúdo é lançado mensalmente e no oitavo mês deste ano, o material reúne analises e perspectivas de diversas instituições brasileiras.

SMALL CAPS DE AGOSTO

Além de apresentarem boas perspectivas em termos de valorização, as Small Caps costumam ser negociadas a preços mais acessíveis, o que é uma outra grande vantagem. Com pouco dinheiro, é possível investir em ativos sólidos e com boas projeções de retorno.

Acreditando que o conhecimento dos analistas pode direcionar a escolha do ativo com os melhores fundamentos para o mês de agosto, elaboramos um arquivo com as carteiras recomendadas de Small Caps das seguintes corretoras: BTG Pactual, BB Investimentos, Easynvest, Elite Investimentos, Genial Investimentos, Guide Investimentos, Mirae, Necton, Terra Investimentos, XP Investimentos.


BAIXE GRATUITAMENTE AS SMALL CAPS DE AGOSTO

Fazendo o DOWNLOAD AQUI, das Carteira Recomendada de Small Caps você garante de forma gratuita o envio das próximas edições mensais.

Garante as recomendações das Small Caps gratuitamente AQUI.

Arkadio EZ by Ott se destaca como ícone da arquitetura de luxo em São Paulo

Arkadio

Arte e sofisticação moldadas pela geometria das linhas esculturais. Assim é a arquitetura do residencial Arkadio EZ by Ott, audacioso projeto de World-Class residence – categoria de luxo internacionalmente aclamada. É assinado por Carlos Ott, um dos designers mais visionários e inspiradores da atualidade e que tem obras na Ásia, Europa, América do Sul, América do Norte e nos Emirados Árabes.

Localizado no Brooklin, o projeto será um ícone na arquitetura de luxo da região, que tem como marca arranha-céus de categoria internacional. A área estratégica de São Paulo, próxima ao eixo Berrini-Chucri Zaidan e à Ponte Estaiada, tem infraestrutura impecável, e está rodeada de prestigiados shoppings, empresas multinacionais e hotéis.

Arkadio

Arkadio

Arquitetura de luxo

Os apartamentos têm desenho exclusivo que contempla a experiência única de habitar o ápice da sofisticação. O tamanho das plantas é variado, com opções entre 107 e 180 m² – até 4 suítes e 3 vagas. A decoração traz soluções que transmitem conforto e bem-estar em ambientes internos que priorizam a integração e têm o estilo jovem e detalhista da arquiteta Priscilla Zarzur.

Com o alto padrão EZTEC de acabamentos, Arkadio EZ by Ott oferece a dimensão mais elevada de sofisticação com lazer exuberante no rooftop – a mais de 100 metros de altura – com piscina de 25 metros, deck molhado e amplo solarium.

Arkadio

Arkadio

Todos os ambientes refletem uma vista exclusiva da cidade, que inclui, por exemplo, a Ponte Estaiada, um dos cartões postais paulistanos. O projeto acompanha uma tendência da arquitetura internacional, a High Living, exclusividade do estilo de vida nas alturas, que prioriza experiências acima de tudo.

PUBLICIDADE

A área de lazer no pavimento térreo inclui quadra de tênis oficial de saibro, piscina coberta, fitness com design da Cia Athletica, entre outras comodidades. O projeto de paisagismo é assinado por Benedito Abbud, um dos mais influentes paisagistas brasileiros, que dá prioridade ao uso de vegetação nativa em seus projetos com o intuito de criar microclimas naturais.

Os moradores terão acesso aos serviços impecáveis do “Z Services”, que podem ser adquiridos on demand com opções customizadas. Para as necessidades da casa, se destacam home repair e laundry. Os moradores, por sua vez, contam com atenção de beauty care e personal trainer. Há, igualmente, soluções para os pets – entre outros.

Dois apartamentos decorados já estão abertos para visitação.

Para mais informações, acesse o site da EZTEC.

PUBLICIDADE

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.

Calendário de IPOs: confira as ações de estreia na bolsa de valores

Todo mês o Fast Trade disponibiliza o Calendário de IPOs com as ofertas públicas iniciais de ações de empresas estreantes na Bolsa de Valores. O material gratuito apresenta informações, ramo das companhias, precificação e mais informações essenciais para consulta.

CALENDÁRIO DE AGOSTO

O Calendário de IPOs de agosto reúne as ações públicas das companhias Raízen (RAIZ4), Oncoclínicas (ONCO3) e AgriBrasil (GRAO3).

As três empresas atuam em setor de grande expansão e possuem projeções bastante otimistas de acordo com o mercado. Entre elas, o destaque é com relação a Raízen, devido a um alto valor de mercado por ser considerada a quarta maior empresa com faturamento bruto do país.

A Oncoclínicas, também estreante no mês de agosto, é líder no tratamento de câncer com mais de 69 unidades espalhadas pelo Brasil. Além disso, o Calendário de IPOs traz a AgriBrasil, que atua no setor agrícola focada em milho e soja.

BAIXE E TENHA ACESSO GRATUITO

É possível fazer o DOWNLOAD GRATUITO AQUI do Calendário de IPOs e garantir o recebimento das próximas edições nos meses seguintes!

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade.

Betina Roxo lança curso que ajuda os investidores a realizarem seus sonhos em parceria com Xpeed

Betina Roxo, estrategista-chefe da Rico Investimentos, entende que aprender a investir nem sempre é o fim de quem busca um curso relacionado a investimentos, finanças e educação financeira. Muitas vezes, esse é apenas um meio para viabilizar a realização de um grande sonho, uma conquista ao longo da vida.

Pensando nisso, ela acaba de lançar, em parceria com a Xpeed, a escola de educação financeira da XP Inc., o seu primeiro curso solo: Viver, Curtir, Investir: Tirando Sonhos do Papel.  O conteúdo conta com aulas ao vivo, aulas gravadas, ebooks, conteúdos complementares e muitas dicas práticas.

Para encerrar o curso dos sonhos, uma participação mais do que especial. Chris Gardner, empresário e filantropo norte-americano que ficou famoso mundialmente pelo filme À Procura da Felicidade, estrelado por Will Smith e inspirado em sua história de vida, estará em uma conversa longa com Betina, buscando responder: o que é e como conquistar liberdade financeira?

Durante as aulas, os alunos aprenderão não só como começar a investir, mas, mais do que isso, como buscar o equilíbrio financeiro para alcançarem seus sonhos de vida. Dicas de como manter uma carteira de investimentos diversificada, preparar-se para a aposentadoria e conquistar a liberdade financeira serão abordadas durante toda a jornada.

“Criamos o curso Tirando Sonhos do Papel para conectar a realização dos sonhos das pessoas com conteúdos relevantes sobre investimentos para que elas consigam chegar lá”, conta Betina. “Abordaremos temas como educação financeira e investimentos de forma leve, didática e elucidativa, conectando, mostrando como aplicar essas dicas na vida para que as pessoas atinjam seu Sonho Grande”, acrescenta a estrategista-chefe da Rico.

Com o objetivo de ir além da realização dos sonhos dos alunos do curso, a Xpeed fechou  uma parceria social com a ONG Make-A-Wish® Brasil, uma das 39 afiliadas da Make-A-Wish® International, que tem como missão realizar sonhos que transformam a vida de crianças com doenças graves, dando-lhes esperança, força e alegria. Na prática, quando os alunos fizerem a matrícula, terão a opção de doar um valor entre R$ 5,00 e R$ 50,00. No final, a empresa dobrará o montante arrecadado para a entidade.

Segundo Salim Tannus, fundador e diretor executivo da Make-A-Wish Brasil, os sonhos não têm limites. Para as crianças que enfrentam doenças graves, “tirar um sonho do papel” é concretizar o imaginário e proporcionar a elas esperança, força e alegria. Assim, os alunos deste curso poderão apoiar a realização de sonhos, proporcionando a essas crianças uma fonte de energia para continuarem lutando por dias melhores. E proporcionarão a si mesmos um motivo para criarem esperança no amanhã e na concretização de seus próprios sonhos”.

O curso poderá ser adquirido pelo link abaixo entre os dias 26 de julho e 2 de agosto. O valor do investimento é de R$ 358,00 e o aluno tem acesso pelo período de 1 ano, com algumas promoções acontecendo durante o período de vendas. Clique aqui para acessar o curso.

Sobre a Xpeed School – fundada em 2020, a Xpeed School é a escola de educação financeira da Xp Inc. Com uma metodologia moderna e voltada para o futuro profissional dos alunos, tem como propósito educar financeiramente brasileiros de todas as classes socioeconômicas e níveis educacionais. A plataforma oferece hoje mais de 57 cursos (incluindo 4 MBAs) nas áreas de investimentos, trading, finanças, carreira, empreendedorismo e tecnologia.

PUBLICIDADE

Sobre a Make-A-Wish® Brasil

A Make-A-Wish® Brasil é uma das 39 afiliadas da Make-A-Wish® International, uma das instituições de apoio à criança mais conhecidas e respeitadas no mundo, com presença em mais de 50 países em 5 continentes. Já foram realizados mais de 500.000 sonhos desde a fundação em 1980, mobilizando mais de 40.000 voluntários e atingindo mais de 350.000 pessoas no mundo. Fundada em 2008, a Make-A-Wish® Brasil já realizou mais de 3.000 sonhos de crianças portadoras de doenças graves em todo o país. Juntos com equipes médicas, voluntários, doadores e patrocinadores, criamos sonhos que transformam a vida de crianças com doenças graves, dando-lhes esperança, força e alegria”.

Descomplique o sei jeito de investir. Abra um conta gratuita na Rico.

Seguro garantia ganha força no setor de construção civil

A indústria da construção civil deve crescer 2,5% em 2021, de acordo com previsões da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). No começo do ano, a projeção era de alta de 4%, mas questões como desabastecimento e aumento dos preços dos insumos provocaram uma revisão.

Responsável por 6,2% do PIB do país, este mercado representa 34% do total da indústria brasileira e serve de termômetro para a economia. Para garantir o crescimento em um cenário desafiador, as empresas do setor apostam em todos os tipos de garantia possíveis. Nessa toada, o seguro garantia ganha força no segmento.

Vários indicadores explicam os desafios da indústria da construção civil. Além do contexto geral de desemprego e problemas para concessão de crédito, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) de materiais e equipamentos, calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), já tem alta de 6,92% no ano, até maio, e de 14,62% em 12 meses.

Com preços mais altos para construir e o desabastecimento de itens importantes, o risco de atraso na entrega das obras aumenta. Segundo o engenheiro civil Joni Matos Incheglu, diretor administrativo do Crea-SP (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia), o seguro garantia ganha ainda mais destaque no setor.

“A possibilidade de parada nas obras, tendo em vista esse desequilíbrio financeiro, é muito grande. As construtoras estão passando por um momento de escassez de contratos e garantir a entrega dos empreendimentos em andamento é fundamental para atrair novos negócios”, diz.

Outro ponto é a questão da reputação no mercado financeiro. “Muitas companhias do setor são listadas na Bolsa de Valores e a reputação é fundamental para o valor de mercado e a relação com os acionistas”, avalia Joni.

Por isso, o seguro garantia, que atua para que os contratos sejam executados, seja por meio da entrega do acordado no objeto ou por ressarcimento financeiro, está em alta.

A ferramenta surgiu há alguns anos como uma demanda do setor da construção civil. O objetivo é assegurar o cumprimento do cronograma nos casos de obras não entregues no prazo ou nas condições adequadas e é amplamente usada por empresas, especialmente as de médio e grande porte, do setor.

“Os pequenos construtores, que fazem os villagios e pequenos prédios, ainda não usam muito a ferramenta, seja por falta de conhecimento ou mesmo por acreditarem que o preço é impeditivo. A verdade é que o prejuízo de entrega de uma obra afeta toda uma cadeia e pode comprometer a continuidade de um negócio”, afirma Joni.

PUBLICIDADE

Além de arcar com os custos jurídicos e de indenizações em casos de atrasos nas obras, o seguro garantia acaba sendo uma ferramenta importante na questão de crédito. “Nas obras do setor público, por exemplo, é mandatória a contratação do seguro garantia para conseguir o contrato”, explica o diretor do Crea-SP.

Novas oportunidades devem aquecer a modalidade

Com a expectativa de retomada das obras públicas, algumas medidas já começam a ser formuladas para garantir a segurança dos investimentos. A aprovação da nova Lei de Licitações nª 14.133/21 traz a possibilidade de apresentar, no edital, o seguro garantia como um instrumento de cumprimento, por exemplo.

Além disso, o seguro garantia também pode ser usado para outras frentes. São mais de 15 modalidades que atendem vários setores. Entre eles, está o seguro garantia judicial, que surge como alternativa segura para evitar o comprometimento do fluxo de caixa das empresas.

Para entrar com recurso em ações trabalhistas, as empresas necessariamente precisam depositar valores pertinentes aos recursos que vão interpor.

Com a Reforma Trabalhista, que alterou a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) em 2020, as companhias que desejam recorrer de decisões judiciais de causas trabalhistas podem substituir o depósito recursal em dinheiro pelo seguro garantia judicial.

Uma das vantagens dessa modalidade é que, além de focar no cumprimento da ação judicial da empresa, o seguro garantia possibilita que as empresas façam depósitos recursais e judiciais sem perder capital de giro. O pagamento desse recurso está limitado ao valor da garantia do depósito recursal e só tem efeito após a decisão e/ou acordo transitado e julgado.

“Na prática, uma ação de R$ 10 mil, que pode levar anos para ser solucionada, pode ser paga com uma apólice que custa R$ 300 ou R$ 400. A empresa deixa de usar caixa para esse fim e pode direcionar os recursos para a expansão do negócio”, diz Emerson Barbosa, especialista em seguros.

PUBLICIDADE

Uma outra opção que pode ser utilizada pelos empresários é a possibilidade de recuperar créditos por meio do seguro garantia de depósito recursal. Funciona assim: companhias que estão com ações

trabalhistas em andamento e já depositaram quantias ao longo dos anos podem reaver esses valores ao contratar o seguro garantia para este fim. Desta forma é feita uma substituição dos valores pela apólice.

A estimativa do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) é que R$ 65 bilhões em recursos já depositados por empresas brasileiras que ainda aguardam os trâmites de processos trabalhistas possam ser revistos com o uso do seguro garantia de depósito recursal.

“Essa modalidade de seguro proporciona a troca rápida da apólice pela quantia em dinheiro que a

empresa já depositou em juízo. Enquanto espera o desenrolar do processo, a companhia tem acesso ao valor e pode utilizar para fluxo de caixa”, explica Barbosa.

Mercado de seguro garantia movimenta R$ 3 bilhões

A flexibilidade do seguro garantia movimenta cerca de R$ 3 bilhões por ano no país em apólices. A participação da modalidade dentro do mix de seguros da Tokio Marine, uma das principais players do setor, dobrou nos dois últimos anos, saltando de 4,1% para 8,3%.

A seguradora vem tornando o processo de contratação do seguro ainda mais ágil e desburocratizado. Na modalidade de depósito recursal, por exemplo, os segurados conseguem gerar uma nova apólice em apenas três passos. E o tomador pode gerar boleto unificado, boletos avulsos e alterar datas de pagamento.

PUBLICIDADE

Quer saber mais sobre o Seguro Garantia da Tokio? Clique aqui.

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.

Com metodologia própria, Indie Capital rebalanceia estratégia histórica para se voltar ao ESG

Prestes a completar dez anos, a Indie Capital reforça o seu compromisso em investir em empresas que trabalham a sustentabilidade no seu dia a dia. Em 2019, a gestora focada em renda variável começou a olhar para os aspectos ESG (Environmental, Social and Governance) a partir do questionamento de um de seus parceiros institucionais. Neste período a equipe se aprofundou no tema, desenvolveu uma metodologia proprietária para avaliar temas ambientais e sociais que, desde novembro de 2020, é aplicada de forma sistemática no Indie 2 FIC FIA.

O fundo replica o portfólio de cerca de 25 empresas do principal veículo da casa – o Indie FIC FIA, que tem rentabilidade média anual de 19,5% ao ano desde seu início e cerca de R$ 3 bilhões em patrimônio na estratégia (julho, 2021). Entre os aspectos considerados na avaliação das companhias destacam-se a atitude dos gestores em relação à sustentabilidade e aspectos ESG, ponderados pela importância de cada tema para cada modelo de negócios, a tal da materialidade. “Queremos entender se as empresas contemplam o tema por marketing ou promovem de fato transformações consistentes”, diz a equipe ESG da Indie Capital.

Menor exposição a risco

A Indie entende que para além de contribuir com um futuro sustentável, ESG está diretamente ligado à geração de valor das companhias no longo prazo. Portanto, relacionado ao dever fiduciário da gestora. A tese da gestão é: os negócios que cuidam dos recursos naturais e levam em consideração toda a cadeia produtiva tendem a apresentar melhor eficiência operacional. “Isso se traduz numa potencial melhor relação de risco e retorno.”

Por exemplo, os negócios em setores intensivos em emissão de carbono – como produção e extração de combustíveis fósseis ou produção de cimento – que se dedicam a estudar seus impactos ambientais estarão mais preparados para se adequar a tendências regulatórias restritivas. Da mesma maneira, uma empresa intensiva em mão de obra que se preocupa e estabelece um bom diálogo com seus funcionários pode evitar problemas de reputação.

Método de avaliação

A metodologia que guia a análise ESG da Indie Capital inclui 70 questões sobre temas ambientais, sociais e de governança. O questionário é depois filtrado considerando o modelo de negócio de cada companhia, dependendo do que é material para ela. Essa avaliação gera uma nota – de zero a 3 – que é contraposta com a atitude do sênior management e/ou dos controladores da empresa. Se a empresa receber uma avaliação aquém da mediana, mas estiver engajada em melhorar, isso contribui para equilibrar o peso da companhia no portfólio. O objetivo é não olhar apenas a foto, mas o filme.

A avaliação passa por um trabalho investigativo que segue a mesma essência de investimentos da Indie Capital desde o início do FIC FIA. O time de investimentos tem por objetivo analisar diversos aspectos para além do discurso das companhias em que investem, olhando relatórios de sustentabilidade, comparando dados com empresas internacionais e de fornecedores, conversando com clientes e funcionários para entender se as informações que constam nos relatórios estão de fato sendo colocados em prática no dia a dia do negócio.

A partir dessa análise, as companhias que constam no portfólio do Indie FIC FIA são divididas em grupos para que tenham maior, menor ou equivalência de peso no Indie 2. Das empresas do portfólio atual, nove se destacam por apresentarem melhores notas e boa atitude. Esse grupo de destaques ESG é premiado em exposição, enquanto que há um desconto de 40% nas empresas com as menores notas e atitudes não tão positivas.

Uma das mais bem avaliadas é a NotreDame Intermédica. Não é por acaso. No parecer da Indie, a sua operação verticalizada resolve boa parte das falhas na relação entre operadoras e hospitais. “Além de alinhar interesses das partes relacionadas e por isso conseguir aumentar o acesso à saúde por meio de preços menores, a empresa demonstra reconhecer sua materialidade em temas ambientais, como gestão de resíduos, promove o treinamento de seus funcionários e é uma das mais bem colocadas no ranking da ANS”.

Intercâmbio sustentável

Não há filtro negativo na metodologia. Por isso, um importante termômetro considerado para avaliar o peso percentual de uma empresa no portfólio do Indie 2 FIC FIA é o engajamento dos administradores em processos de melhoria dos aspectos considerados pelo ESG.

Para acompanhar de perto as atividades, o time de investimentos e ESG da Indie procuram promover encontros com os gestores das companhias investidas. Durante essas reuniões, a equipe por vezes compartilha boas práticas adotadas internamente ou até mesmo observadas em outras companhias.

Os quesitos que a Indie usa para avaliar as empresas são levados em consideração também dentro da casa, uma vez que a gestora se compromete em manter a sua evolução em relação à sustentabilidade. “Acreditamos que assim como as grandes empresas, devemos inovar para estar de acordo com o nosso tempo”.

O Indie 2 FIC FIA investe em ações de empresas brasileiras. A aplicação inicial é de R$ 5 mil e a taxa de administração, 2%. Para mais informações, acesse o site da Indie Capital.

O Indie 2 FIC FIA possuí PL médio de 12 meses de R$8.45 milhões, e obteve retornos de 26.75%% em 12 meses, 6.37% no ano, 0.78% em junho e 6.91% desde o início.

Invista nos melhores fundos ESG. Abra uma conta gratuita na XP.

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.

Conheça as dicas de presentes Montblanc para o Dia dos Pais

Ser pai é um talento para se desdobrar em missões diferentes. Proteger, ensinar pequenas coisas e grandes lições de vida. Às vezes até esquecemos que os pais têm seus próprios sonhos e desafios. Por isso, neste dia dos pais, Montblanc convida você a encontrar um presente que ajude a realizar os sonhos do seu pai.

E ainda oferece uma chance única de agradar o seu pai com 2 presentes, numa compra só: relógio mecânico e caneta Montblanc M. Saiba os detalhes desta promoção e confira aqui a seleção de presentes.

Montblanc Meisterstück Le Petit Prince

As palavras registram os momentos mais especiais, como a amizade entre o Pequeno Príncipe e o Aviador. Registram também sonhos e valores que atravessam gerações.  A Coleção Le Petit Prince traz instrumentos de escrita e artigos de papelaria para seu pai escrever todas as histórias – as que ele já viveu e as que ainda vão começar.

Montblanc Extreme 2.0

Para os pais atuais, que se desdobram entre os desafios profissionais e o cuidado com a família e a saúde, Montblanc Extreme 2.0 está sempre impecável.  São mochilas, bolsas, pastas e outros acessórios com design atual e um couro exclusivo e super-resistente que vão acompanhar seu pai em todos os lugares, para vencer os desafios do dia a dia.

Montblanc Summit Lite

PUBLICIDADE

A saúde é um dos bem mais preciosos de uma família. O smartwatch Montblanc Summit Lite é perfeito para deixar seu pai sempre conectado e um super empurrãozinho para ele cuidar da saúde.

A versão Lite reúne uma série de aplicativos exclusivos para acompanhar a performance nos esportes e a qualidade de vida com calculadora de sono e stress, entre outros apps.

Montblanc 1858 Geosphere LE – Desert

Algumas pessoas são naturalmente movidas por explorar e descobrir o mundo. Para os pais que sonham com aventuras, o Montblanc 1858 Geosphere LE Desert  é inspirado na jornada solo do montanhista Reinhold Messner ao deserto de Gobi.

O fundo da caixa de bronze com moldura de cerâmica traz uma revelação única: uma gravura a laser dos famosos penhascos Flaming, desafio que Messner enfrentou no norte da Ásia para atravessar o Gobi.

Montblanc Explorer Ultra Blue

PUBLICIDADE

Se a intenção é fazer seu pai se lembrar do quanto ele é especial em todos os momentos, o a fragrância Montblanc Explorer Ultra Blue é o presente certo. Um verdadeiro convite para embarcar em uma viagem com todo o frescor da natureza envolto em um aroma vibrante.

Da Montblanc para você

E a Montblanc tem um presente especial para você surpreender ainda mais. Na compra de um relógio mecânico Montblanc de qualquer coleção, você ganha uma caneta Montblanc M projetada pelo célebre designer Marc Newson. Um instrumento de escrita para o seu pai anotar as metas e as memórias mais especiais. A promoção vale para todas as boutiques Montblanc e também para o site, de 1º de julho a 8 de agosto. Escolha o relógio clicando aqui. 

Sobre a Montblanc

Sinônimo de excelência em artesanato e design, a Montblanc tem expandido os limites da inovação desde que a Maison revolucionou a cultura da escrita em 1906. Engenhosidade e imaginação continuam a ser as forças motrizes da Maison hoje, à medida que avança sua expressão de excelente artesanato em diversas categorias de produtos: instrumentos de escrita, relógios, artigos de couro, novas tecnologias e acessórios.

Refletindo sobre sua missão contínua de criar bons companheiros para toda a vida nascidos de ideias ousadas e habilmente elaborados pelos artesãos da Maison, o icônico Emblema Montblanc se tornou o selo definitivo de desempenho, qualidade e uma expressão de estilo sofisticado. Como parte de seu compromisso contínuo de elevar e apoiar aqueles que se esforçam para deixar sua marca, Montblanc continua a afirmar seu incentivo a programas de educação em todo o mundo e iniciativas que inspiram as pessoas a expressar todo o seu potencial.

PUBLICIDADE

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.