Lucro da PagSeguro cai 8,2% e atinge R$ 272,1 milhões no 2º trimestre

(Shutterstock)

A PagSeguro registrou lucro líquido de R$ 272,1 milhões no segundo trimestre deste ano, resultado 8,2% inferior ao obtido no mesmo período do ano passado.

Já as receitas totais da companhia se expandiram em 74,6%, na mesma comparação, e somaram R$ 2,369 bilhões entre abril e junho.

O volume total de pagamentos (TPV, na sigla em inglês) saltou 154% e alcançou R$ 102 bilhões, no segundo trimestre, consolidadas as operações do PagBank.

Isolado, o TPV do banco liderou a expansão, em alta de 341,2% ante o segundo trimestre do ano passado, e já corresponde a quase metade do volume consolidado, com R$ 45,6% do total.

A geração de caixa medida no Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortizações) ficou em R$ 628,6 milhões. A quantia é 34,3% superior à verificada no mesmo período de 2020.

Você pode fazer da Bolsa a sua nova fonte de renda. Inscreva-se, participe gratuitamente do maior evento de Trade do Brasil e aprenda como ganhar dinheiro com ações.

Lucro do PagSeguro soma R$ 430 milhões no trimestre, o maior da história da companhia

(Divulgação)

O PagSeguro, empresa de pagamentos do Grupo UOL com ações listadas na Nasdaq, em Nova York, registrou lucro líquido ajustado de R$ 430 milhões no quarto trimestre do ano passado, alta de 4,5% em relação a igual período do ano anterior. Trata-se do maior resultado líquido da história da companhia para um período de três meses.

O recorde, contudo, não foi suficiente para evitar que o PagSeguro terminasse 2020 em queda. O lucro líquido ajustado da empresa caiu 2,4% em comparação a 2019, ao alcançar R$ 1,434 bilhão.

O total de pagamentos capturados pela adquirente chegou a R$ 55,2 bilhões no último trimestre do ano passado, expansão de 61,2% em relação a igual período de 2019. No ano todo, o crescimento é mais tímido, mas ainda expressivo, a uma taxa de 40,7%, para R$ 161,5 bilhões.

As receitas totais, por sua vez, alcançaram R$ 2,088 bilhões nos três meses finais de 2020, incremento de 32,6% sobre o número registrado em igual período do ano anterior. Com isso, o PagSeguro encerrou o ano passado com R$ 6,814 bilhões em receitas totais, avanço de 19,4% em relação a 2019.

A companhia destacou também que terminou 2020 com a marca de 8 milhões de clientes ativos, com a adição de 1,2 milhão só nos últimos três meses. Em todo o ano passado, foram 5,1 milhões de novos usuários.

Segundo a companhia, o quarto trimestre foi marcado pela expansão mais acelerada do uso do cartão de débito por parte dos consumidores, uma tendência do mercado no período. Enquanto isso, as transações com cartão de crédito, tanto à vista quanto parcelado, tiveram crescimento menor, destaca o PagSeguro.

Para a empresa, o avanço maior do débito reflete “mudança temporária” nos padrões de consumo dos brasileiros, que têm priorizado os bens de primeira necessidade, equacionando as finanças mensais e adiando compras parceladas, dado o cenário de maior incerteza.

“Essas tendências são explicadas principalmente pelo comportamento dos consumidores no período, refletindo uma redução nos limites de crédito dos bancos emissores, desaceleração das atividades de consumo em parcelas, em parte decorrente da pandemia da covid-19. Além disso, a prevalência do auxílio emergencial, que representa a assistência financeira do governo brasileiro para pessoas economicamente vulneráveis e que é transacionado majoritariamente na modalidade de débito”, explica a companhia, em nota à imprensa.

Em curso gratuito, analista Pamela Semezzato explica como conseguiu extrair da Bolsa em um mês o que ganhava em um ano em seu antigo emprego. Deixe seu e-mail para assistir de graça.

PUBLICIDADE

PagSeguro registra lucro contábil de R$ 263,4 mi no trimestre, queda de 23,1%

(Shutterstock)

A PagSeguro, empresa de meio de pagamentos do UOL, teve lucro líquido contábil de R$ 263,4 milhões no terceiro trimestre, queda de 23,1% em relação a igual trimestre do ano passado, mostra balanço divulgado nesta quarta-feira, 18. O lucro ajustado ficou em R$ 330,4 milhões, baixa de 15,3% ante um ano antes.

Já o volume total transacionado no período por meio das maquininhas subiu 52,5% na mesma comparação, para R$ 44,8 bilhões. As receitas totais, por sua vez, somaram R$ 1,781 bilhão no intervalo entre julho e setembro, alta de 21,8% ante igual período de 2019.

Em relatório, a PagSeguro destaca que o PagBank terminou o terceiro trimestre com 6,7 milhões de clientes ativos, 1,8 milhão a mais que no fim do trimestre anterior. Entre os que chegaram, quase meio milhão são comerciantes, destaca a empresa em nota à imprensa.

“O salto no número de novos comerciantes, aliado ao aumento substancial das transações financeiras online, que cresceram 121% no terceiro trimestre deste ano, em comparação ao mesmo período de 2019, foram os principais motores de crescimento no período”, explicam.

Além disso, a companhia destacou que os pagamentos com débito, impulsionados pelo auxílio emergencial, cresceram em ritmo mais acelerado do que as transações feitas com cartão de crédito. “O avanço reflete uma mudança temporária nos padrões de consumo de milhões de brasileiros, que têm priorizado os bens de primeira necessidade, equacionando as finanças mensais e adiando compras parceladas, dado o cenário de maior incerteza”, afirma a empresa.

Melhores da Bolsa 2020
Cadastre-se gratuitamente para participar do encontro entre os CEOs das melhores empresas listadas na Bolsa e gestores de grandes fundos, entre os dias 24 e 26 de novembro:

Gol amplia oferta de voos e C&A abrirá mini lojas em metrôs e terminais de ônibus; Petrobras, PetroRio e mais destaques

A companhia aérea Gol afirmou que ampliou sua oferta de voos para 372 voos diários em novembro, frente 363 em outubro. O patamar ainda responde por apenas 50% da oferta de voos diários no mesmo mês de 2019.

Já a C&A pretende inaugurar pequenas lojas em terminais de ônibus e metrô, onde venderá produtos licenciados de filmes e personagens. Resultado da PagSeguro, notícias sobre Petrobras e PetroRio e mais destaques do noticiário desta quinta-feira (19):

A companhia aérea Gol informou nesta quarta-feira nova ampliação de oferta de voos e estimou que poderá voltar a utilizar os aviões Boeing 737 MAX, que consomem menos combustível que os atualmente operados pela empresa, até o final do ano.

A empresa afirmou que em novembro está operando com 50% da programação de voos que teve no mesmo mês de 2019, ampliando a oferta no mês para 372 voos diários ante uma média de 363 em outubro.

“Outubro demonstrou a continuada recomposição da demanda sobre setembro e propiciou melhor visibilidade para o último trimestre do ano”, afirmou a Gol em comunicado ao mercado. A empresa informou ainda que a demanda por passagens no mês passado cresceu 38% em relação à média do terceiro trimestre.

Com isso, a receita bruta consolidada da Gol em outubro cresceu 23% ante setembro, para R$ 603 milhões.

O consumo de caixa da empresa no mês passado foi de R$ 1 milhão por dia, abaixo dos R$ 3 milhões diários que a Gol esperava consumir no período anteriormente.

Para o restante de 2020, a empresa mantém a projeção de consumo de R$ 3 milhões por dia em caixa líquido. A empresa encerrou outubro com R$ 2,2 bilhões em liquidez.

A C&A pretende inaugurar pequenas lojas em terminais de ônibus e metrô, onde venderá produtos licenciados de filmes e personagens. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a primeira loja nesse modelo foi aberta na quarta-feira na cidade de São Paulo, no Terminal de Ônibus Tatuapé.

PUBLICIDADE

A empresa pretende lançar, até o final de 2020, unidades na estação Santana, na Zona Norte, na parada do Carrão, na Zona Leste e um espaço dentro da galeria da estação São Bento do Metrô. O movimento faz parte de uma estratégia para não depender apenas de lojas em shoppings.

A Petrobras tomou diversas ações para regularizar a oferta de gás para termelétricas desde meados de outubro, mas diante do salto na demanda pelo insumo para geração de energia ainda não conseguiu atender duas térmicas do Nordeste e uma terceira tem sido atendida apenas parcialmente, disse a estatal à agência de notícias Reuters.

Melhores da Bolsa 2020
Cadastre-se gratuitamente para participar do encontro entre os CEOs das melhores empresas listadas na Bolsa e gestores de grandes fundos, entre os dias 24 e 26 de novembro:

Ainda em destaque, os grupos Raízen (da Cosan) e Ultra, dono dos postos Ipiranga, estão em uma disputa acirrada pelas refinarias colocadas à venda no Sul do país pela Petrobras, segundo apurou o Valor.

O Morgan Stanley divulgou ainda uma análise sobre o que esperar sobre o plano de investimentos para o período entre 2021 e 2025 da Petrobras, a partir do que se sabe até o momento.

O orçamento deve ser de entre US$ 40 bilhões e US$ 50 bilhões, entre 20% e 40% mais baixo do que o plano de cinco anos anterior, destaca o banco, que espera que a Petrobras realize ações focando em elevar o perfil de sua governança social e ambiental.

A divulgação integral do plano deve ocorrer no dia 30. O Morgan Stanley acredita que o foco será em criar uma empresa mais enxuta, deixando o modelo de busca de crescimento do portfólio a todo custo, e partindo para um modelo com foco no retorno. A crise mundial pode acelerar esse processo.

O banco avalia que esse novo modelo permitiria à Petrobras gerar mais caixa e pagar dividendos maiores aos acionistas. O Morgan Stanley diz esperar uma curva de produção mais modesta, com meta de 2,6 milhões de barris de petróleo por dia, frente à meta anterior, de 3 milhões por dia.

O enfoque seria em um portfólio menor, focado no baixo custo e retorno alto das áreas do pré sal. Os investimentos em extração e produção devem ser de entre US$ 9,5 bilhões e US$ 12 bilhões por ano, diz o banco.

PUBLICIDADE

O investimento nos setores de produção e distribuição de combustíveis devem ter investimento de entre US$ 1,5 bilhão e US$ 2 bilhões por ano.

O Morgan Stanley avalia que uma empresa mais enxuta pode aumentar os ganhos dos acionistas, mantém recomendação overweight, com preço-alvo de US$ 15,50 para o papel, frente os US$ 9,07 pelos quais a ação da empresa é negociada nos Estados Unidos.

PetroRio (PRIO3)

A PetroRio assinou contrato com a BP Energy do Brasil para a aquisição das participações de 35,7% no Bloco BM-C-30 no Campo de Wahoo e de 60% no Bloco BM-C-32 no Campo de Itaipu por US$ 100 milhões, tornando-se assim, sujeito às aprovações necessárias, a operadora de ambos os campos de pré-sal. Segundo comunicado da empresa, Wahoo, com potencial para produzir mais de 140 milhões de barris (100% do campo), com descoberta de óleo em 2008, e teste de formação realizado em 2010, se encaixa na estratégia de geração de valor da PetroRio.

“Com o desenvolvimento do campo, a companhia formará mais um cluster de produção, e compartilhará toda a infraestrutura com o Campo de Frade (inclusive o FPSO), possibilitando assim a captura de diversas sinergias resultando em mais uma forte e sustentável redução de custos”, apontou a companhia.

Esta transação, sujeita a aprovações regulatórias e outras condições precedentes usuais, terá uma parcela fixa de US$ 100 milhões, que será dividida em 5 pagamentos (US$ 17,5 milhões divididos entre a assinatura e a conclusão da transação), US$ 15 milhões em dezembro de 2021, com o remanescente a ser pago em 2022, além de um earn-out de US$ 40 milhões contingente na unitização (ou firstoil) de Itaipu.

Diante deste desembolso, a PetroRio afirma estar comprometida com a manutenção de níveis de endividamento conservadores, e prevê que mesmo após a incorporação desta aquisição, o indicador de dívida líquida/Ebitda continuará dentro de “faixas normais e aceitáveis”.

A Enauta informou a suspensão preventiva da produção de petróleo no Campo de Atlanta, localizado na Bacia de Santos, após identificação de  falhas nos aquecedores de óleo. A companhia contratou empresa especializada que indicou, segundo informações preliminares, corrosão em alguns equipamentos que pode comprometer seu funcionamento.

A suspensão será mantida até que haja segurança para que as operações sejam retomadas. A Enauta é operadora do Campo de Atlanta com 50% de participação, sendo os 50% restantes detidos pela Barra Energia.

PagSeguro (NYSE: PAGS)

PUBLICIDADE

A PagSeguro, empresa de meio de pagamentos do UOL, informou lucro líquido contábil de R$ 263,4 milhões no terceiro trimestre de 2020. O resultado representa uma queda de 23,1% frente o mesmo trimestre do ano anterior.

O lucro ajustado ficou em R$ 330,4 milhões, queda de 15,3% frente o mesmo período de 2019.

O volume total transacionado no período por meio das maquininhas subiu 52,5% na comparação entre o terceiro trimestre de 2019 e o terceiro trimestre de 2020, para R$ 44,8 bilhões.

As receitas totais foram a R$ 1,781 bilhão no terceiro trimestre, alta de 21,8% frente o mesmo período de 2019.

O PagBank fechou o terceiro trimestre com 6,7 milhões de clientes ativos, um aumento de 1,8 milhão frente o trimestre imediatamente anterior.

O Credit Suisse afirmou que vê os resultados da PagSeguro como positivos. O banco diz que o volume total de pagamentos e a renda líquida tiveram resultados 5% e 2% superiores, respectivamente, às expectativas do mercado. O banco manteve avaliação de outperform da empresa, com preço-alvo de US$ 37, frente os US$ 43,94 da véspera.

O Bradesco BBI afirma que o PagSeguro tem uma presença forte e crescente em seu segmento, e que há oportunidades para crescimento. Mas, no momento, mantém avaliação de underperform para as ações, com preço-alvo de US$ 25.

Aura Minerals (AURA33)

A XP Investimentos iniciou a cobertura para as ações da Aura Minerals com recomendação de compra e preço-alvo de R$ 95 por BDR, o que configura um potencial de valorização de 89% em relação ao fechamento de R$ 50,14 da véspera. A recomendação é baseada principalmente em: (1) um valuation atrativo, (2) perspectivas de crescimento com a aquisição e desenvolvimento de minas, (3) baixa alavancagem com alocação de capital eficiente e (4) dividendos saudáveis.

O analista Yuri Pereira destaca que a companhia é uma melhor alternativa do que o ouro nas oportunidades de crescimento e pagamento de dividendos.

Já os principais riscos são aqueles relacionados a (1) uma forte queda nos preços de ouro e cobre e (2) impactos potenciais na produção da empresa. “Durante tempos adversos para a produção, como no período da COVID-19, podemos esperar algum impacto sobre os preços das ações devido às preocupações do mercado sobre potenciais paralisações. Outro ponto de atenção é sobre riscos geológicos e execução de projetos. É importante destacar que a empresa está entregando os aumentos de produção dentro do prazo e do orçamento”, avalia Pereira.

Grupo Mateus (GMAT3)

O Bradesco BBI iniciou a cobertura para as ações do Grupo Mateus com recomendação de compra e preço-alvo de R$ 11, o que configura um potencial de valorização de 29% em relação ao fechamento da véspera de R$ 8,54 da véspera.

O banco destaca que a rede de mercados de atacado e varejo tem dominância em três estados do Norte e do Nordeste, em que há competição limitada e potencial para expansão.

O Bradesco BBI espera crescimento de vendas proporcionalmente mais alto do que o do Carrefour, com potencial de expansão da rede especialmente em Maranhão, Pará e Piauí, onde domina.

O banco espera a abertura de entre 35 e 40 novas unidades por ano, por pelo menos cinco anos, em linha com o ritmo atual, com retorno do capital aplicado na ordem de 20% por loja.

O Bradesco BBI afirma que o Grupo Mateus tem uma logística eficiente no Nordeste, que permite que forneça perecíveis de qualidade, algo que outras grandes empresas têm dificuldade de fazer no Norte e no Nordeste. Além disso, o grupo tem um serviço e um ambiente melhor do que redes regionais menores.

A empresa se beneficia também de incentivo fiscal. O risco é, no entanto, que o imposto não seja renovado em 2022, ou nos anos seguintes, o que diminuiria a avaliação da empresa, à medida que o incentivo responde por 30% do preço-alvo calculado pelo Bradesco BBI.

O Grupo Mateus também enfrentaria mais competição, caso se expandisse para outros estados.

Gerdau (GGBR4

A Gerdau comunicou nesta quinta-feira que a Gerdau Açominas (GACO) venceu processo judicial para exclusão do valor do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços da base de cálculo do PIS e da Cofins, com efeito positivo de R$ 600 milhões no lucro líquido da controlada.

A companhia disse que, após trânsito em julgado da decisão na véspera, a GACO teve reconhecido o direito de reaver, mediante compensação de créditos decorrentes de pagamento indevido ou a maior, aproximadamente R$ 952 milhões.

“O efeito no lucro líquido da GACO, a ser reconhecido no quarto trimestre de 2020, após os tributos incidentes e honorários advocatícios, está estimado em 600 milhões de reais”, afirmou a Gerdau, acrescentando que o valor ainda deverá ser objeto de auditoria e validação via procedimento administrativo perante a Receita Federal do Brasil.

Após tal validação, a Gerdau estima que a GACO poderá monetizar os créditos no prazo de cinco anos.

EDP Energias do Brasil (ENBR3)

O grupo EDP firmou parceria com a rede Graal para instalar oito pontos de recarga para veículos elétricos no Estado de São Paulo. A expectativa é que os “eletropostos” estejam prontos até o fim deste ano e que a operação tenha início já nos primeiros meses de 2021. O objetivo das duas empresas é largar na frente em um mercado que deve disparar nos próximos anos, com o avanço dos carros elétricos no Brasil.

Para a EDP, empresa de energia elétrica, o projeto é mais um passo na chamada transição energética. Já para a Graal, a iniciativa é uma forma de garantir a presença dos clientes com a oferta de mais um serviço essencial, além dos atuais postos de combustível, lojas de conveniência e restaurantes.

As estações de recarga fazem parte do projeto Plug&Go, uma iniciativa em parceria com as fabricantes Audi, Porsche e Volkswagen para montar uma rede de recarga ultrarrápida na América Latina. A expectativa é que 30 postos sejam instalados até 2022 no País, num total de R$ 33 milhões de investimentos.

Na parceria entre EDP e Graal, as instalações da primeira fase serão feitas nos postos Buenos Aires (Rodovia Regis Bittencourt km 449 – Registro); Petropen (Rodovia Régis Bittencourt km 461 – Pariquera-Açu); Coral (Via Anhanguera km 210 – Pirassununga); Topázio (SP 330 km 140 – Limeira); 125 Sul (Rodovia dos Bandeirantes, Km 125 – Santa Bárbara d’Oeste); Mairiporã (Fernão Dias, km 62 – Mairiporã); e Rancho Português (Fernão Dias, km 70 – Mairiporã); e Trevo (Rodovia Anhanguera, Km 320, s/n – Ribeirão Preto SP).

Cada local terá dois equipamentos que possibilitam o abastecimento de até três carros simultaneamente. Um será de recarga ultrarrápida, que dá autonomia de até 100 km em cerca de 15 minutos. O outro será semirrápido, que consegue abastecer até 100% da bateria em cerca de uma hora e meia. “Mas o tempo depende muito do tipo de carro e da capacidade da bateria”, destaca Nuno Pinto.

O executivo explica que neste momento, o abastecimento será gratuito. Mas a empresa vai usar os primeiros eletropostos instalados para estudar formas de cobrança.

A Totvs informou em comunicado ao mercado ter cancelado a assembleia geral extraordinária convocada para o dia 27 de novembro, que teria como tema a compra da Linx.

IPO da Vittia Fertilizantes e Biológicos

A Vittia Fertilizantes e Biológicos pediu registro para uma oferta inicial de ações (IPO), envolvendo ofertas primária e secundária de seus papéis. O pedido de registro da oferta ocorre em um momento em o juro em mínima recorde leva empresas a avançarem com planos de abrir capital, mas muitas delas têm abandonando tais planos diante da volatilidade do mercado.

Emissão de debêntures

A B2W (BTOW3) aprovou elevar captação externa de unidade para US$ 500 milhões, a brMalls (BRML3) aprovou a emissão de US$ 500 milhões em debêntures, enquanto a Movida (MOVI3) aprovou a emissão R$ 200 milhões em debêntures. Por fim, a CCR (CCRO3) também aprovou emissão desse tipo no valor de R$ 960 milhões.

(Com Agência Estado)

O lado desconhecido das opções: treinamento gratuito do InfoMoney ensina a transformar ativo em fonte recorrente de ganhos – assista!

Petrobras faz nova venda de ativos, lucro da PagSeguro cai 8,2%, BV retoma IPO e Cury define faixa de preço de ações no radar

Os investidores aguardam hoje os resultados do segundo trimestre da EDP Energias do Brasil e do IRB Brasil, após o fechamento do mercado. O mercado vai repercutir os números divulgados pela BrasilAgro e pela Dimed, dona da Panvel.

Chama atenção também o pedido de abertura de capital da varejista Havan, que pode captar até R$ 10 bilhões para expandir seus negócios. A Cury Construtora, controlada pela Cyrela, por sua vez, teve a faixa indicativa de preço de suas ações definida entre R$ 11 a R$ 14,30, enquanto o BV retomou os planos de listagem na bolsa paulista.

Destaque ainda para a venda de campos terrestres da Petrobras e para o resultado da PagSeguro, assim como o adiamento do cronograma de demissões da Eletrobras.

PUBLICIDADE

Confira os destaques:

A Petrobras assinou contrato para venda de campos terrestres no Espírito Santo por US$ 115 milhões.

Segundo a empresa, o contrato foi assinado com a Karavan SPE Cricaré, uma Sociedade de Propósito Específico (SPE), e envolve a venda da totalidade de sua participação em 27 concessões terrestres de exploração e produção, localizadas no Espírito Santo, denominados conjuntamente de Polo Cricaré.

O montante de US$ 11 milhões será pago na data atual; US$ 26 milhões no fechamento da transação e os US$ 118 milhões restantes em pagamentos contingentes previstos em contrato.

Segundo a estatal, a operação está alinhada à estratégia de otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, que está concentrando seus recursos em águas profundas.

Pagseguro (PAGS)

A PagSeguro, empresa de meio de pagamentos do UOL e listada na NYSE, teve lucro líquido de R$ 296,3 milhões no segundo trimestre, queda de 8,2% em relação a igual trimestre do ano passado. Já o volume total transacionado no período por meio das maquininhas subiu 11,4% na mesma comparação, para R$ 29,8 bilhões.

PUBLICIDADE

As receitas totais, por sua vez, somaram R$ 1,357 bilhão no intervalo entre abril e junho, o período mais crítico da pandemia do novo coronavírus para a economia. O resultado representa retração de 2,3% ante igual trimestre de 2019.

O lucro líquido de R$ 296 milhões ficou abaixo da estimativa do Morgan Stanley, que era de R$ 345 milhões. Segundo o banco, o consenso de mercado era de R$ 303 milhões. Mesmo assim, o Morgan Stanley reiterou o rating Overweight. Em relatório, o banco disse estar otimista com o crescimento do e-commerce, que pode ajudar a empresa a se recuperar da baixa causada pela pandemia.

“Além disso, vemos ganhos de participação de mercado como um driver de crescimento”, destacou. Para a PagSeguro, o Morgan espera que o foco em micro vendedores dará resiliência em relação ao desaquecimento econômico. A empresa teve vendas recordes de POS em julho, enquanto o número de usuários ativos do PagBank chegou a 4,9 milhões, crescimento de 1,2 milhão no segundo trimestre de 2020.

Já o Bradesco BBI destacou que, embora a base de clientes bancários esteja crescendo, o negócio bancário ainda não está. “Observamos que a grande maioria das receitas veio de taxas ligadas a crédito e cartões pré-pagos, e não de empréstimos e outros produtos bancários”, afirmou em relatório.

Mesmo assim, o BBI avalia que a empresa está se movendo na direção correta, ao tentar impulsionar o engajamento dos clientes bancários via fusões e aquisições e parcerias. Devido aos riscos envolvidos, o banco manteve a ação com rating underperform, com preço alvo de R$ 26.

BrasilAgro (AGRO3)

A BrasilAgro informou uma queda de 8,2% no lucro líquido do quarto trimestre do ano-safra 2019/2020, para R$ 33,9 milhões. O Ebitda da empresa cresceu 222% para R$ 79,4 milhões. Já a receita líquida de vendas somou R$ 205,9 milhões, alta de 3,9%.

A Eletrobras adiou o cronograma de demissões sem justa causa para a partir de 2 de janeiro de 2021, citando preocupações da sociedade e de funcionários com a pandemia de coronavírus.

Segundo comunicado da elétrica, a economia estimada em R$ 251 milhões que seria gerada com o programa de desligamentos neste ano será capturada somente em 2021.

PUBLICIDADE

A Camil aprovou um novo programa de recompra de ações de até 4 milhões de ações ordinárias. O programa tem o prazo de 12 meses, contados a partir de 28 de agosto de 2020.

A companhia informou ainda o pagamento de juros sobre capital próprio de R$ 15 milhões, correspondente ao valor bruto unitário de R$ 0,0405405405 por ação ordinária. Terão direito ao JCP todos os acionistas detentores de ações ordinárias de emissão da companhia na data base de 1 de setembro de 2020. Os JCP serão pagos no dia 14 de setembro de 2020.

A JHSF Participações informou que fará um programa de recompra de ações de até 28 milhões de ações, que representam 4,08% do total de ações da companhia. O programa vai se encerrar em 26 de fevereiro de 2022.

A Cury Construtora, controlada pela Cyrela, teve avaliada a faixa indicativa de preço de suas ações em seu processo de abertura de capital, que ficaram entre R$ 11 a R$ 14,30. Caso a oferta saia no teto deste intervalo, a operação pode movimentar até R$ 1,7 bilhão.

Deste total, menos de 15% iriam para o caixa da Cury, pois a emissão de novas ações soma 18.181.818 papéis ON da companhia.

Já os vendedores que farão a oferta secundária, que incluem a Cyrela e os acionistas Fabio Elias Cury, Paulo Sergio Beyruti Curi, Leonardo Mesquita da Cruz e Ronaldo Cury de Capua, podem vender cerca de 104,5 milhões de ações da companhia, se conseguir colocar os lotes adicional e suplementar. Assim, eles embolsariam cerca de R$ 1,5 bilhão, em conjunto.

O BTG Pactual é o coordenador líder, e atua na oferta juntamente com o Itaú BBA, Bank of America e Caixa Econômica Federal.

Havan

A varejista Havan protocolou na CVM um pedido de registro e o prospecto preliminar de sua oferta inicial de ações. A emissão será primária e secundária, e deve levantar até R$ 10 bilhões. Os recursos serão destinados para a expansão dos negócios e reforço no capital de giro.

PUBLICIDADE

A oferta será coordenada pelo Itaú BBA, XP Investimentos, BTG Pactual, Morgan Stanley, Bank of America, Bradesco BBI, Safra e Santander. Veja mais clicando aqui.

BV

O BV retomou os planos de listagem na bolsa paulista por meio de uma oferta inicial de recibos de ações (units), operação que havia sido cancelada em março, um mês depois de iniciada, devido aos efeitos da Covid-19.

O banco controlado pelo Grupo Votorantim e pelo Banco do Brasil informou nesta quinta-feira que pediu à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) registro de companhia aberta e para realizar uma oferta pública de primária e secundária de certificados de depósito de ações.

Os coordenadores da operação serão mesmos do pedido inicialmente feito em março: Goldman Sachs, JPMorgan, BB Investimentos, Itaú BBA, Morgan Stanley, Bank of America e UBS.

Banco Pan (BPAN4)

O Banco Pan informou que a venda de ações pertencentes à acionista Caixa Participações foi precificada em R$ 8,30 por ação, totalizando um montante total de R$ 743,67 milhões.

A oferta consistiu na distribuição pública secundária de 89.599.665 ações preferenciais de emissão do Banco e de titularidade exclusiva do acionista vendedor, com esforços restritos de colocação.

Afya

A Afya, grupo de educação voltado a cursos de medicina a compra da Faculdade de Ensino Superior da Amazônia Reunida (FESAR). A operação será feita pela subsidiária integral Afya Participações, pelo valor de R$ 260 milhões. O acordo inclui um ativo imobiliário avaliado em R$ 21 milhões.

Segundo o Morgan Stanley, a empresa espera uma receita de R$ 89 milhões e um múltiplo de EV/Ebitda de 4,7 vezes depois das sinergias. Isso representaria uma margem Ebitda de 57% em 2024, de acordo com o banco. O Morgan destacou que a empresa está entregando fusões e aquisições mais rápido que o esperado, mas está também pegando mais caro do que o antecipado.

O Credit Suisse também destacou que o preço da operação ficou acima das compras realizadas no primeiro semestre, mas avaliou que a operação é positiva para a Afya. Além da aquisição, a companhia divulgou números sobre o desempenho do segundo trimestre. As receitas líquidas somaram R$ 274 milhões no trimestre, 54% acima do mesmo período do ano anterior. Já o lucro líquido de R$ 64 milhões foi 200% maior.

Segundo o Credit, os números positivos da empresa contrastam com o resto do mercado de ensino superior. “ O crescimento da Afya se beneficia do excesso de demanda por treinamento médico em meio a uma oferta limitadas de vagas”, afirmou. Com isso, a empresa tem uma taxa alta de ocupação.

A companhia também divulgou um guidance para o segundo semestre de 2020. A expectativa é de uma receita líquida de R$ 600 milhões a R$ 640 milhões e uma margem Ebitda de 45,5% a 47%. O Credit manteve rating Neutro para a empresa.

Renova Energia (RNEW11)

A Renova Energia, que está em recuperação judicial, informou que recebeu duas novas ofertas de financiamento na modalidade “Debtor in Possession” para a conclusão das obras do Complexo Eólico Alto Sertão III Fase A. O financiamento também pode ser usado para despesas operacionais correntes do grupo econômico controlado pela companhia.

As ofertas foram feitas pela Quadra Gestão de Recursos e pelo sindicato constituído pela ARC Capital Ltda., da G5 Administradora de Recursos Ltda., e da XP Vista Asset Management Ltda. O conselho de administração vai avaliar as propostas.

A Dimed, dona da Panvel, divulgou ontem lucro líquido ajustado de R$ 7,06 milhões no segundo trimestre, queda de 64% ante o resultado de R$ 19,5 milhões no mesmo período do ano anterior.

O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado foi de R$ 19,26 milhões , queda de 49% na comparação anual. Já a receita bruta somou R$ 662,48 milhões, queda de 3,4%.

Segundo o Bradesco BBI, o resultado da Dimed foi sólido, apesar do impacto da crise. Em relatório, o banco destacou que o canal digital representou 18% da receita do trimestre, ante uma fatia de 10% no primeiro trimestre de 2020. Para o próximo trimestre, o banco espera uma normalização das vendas da companhia, assim como uma postura mais agressiva da empresa em termos de expansão.

Além disso, a empresa deve começar as operações do centro de distribuição em São José dos Pinhais (PR), o que deve trazer ganhos de eficiência. Para hoje, o BBI prevê impacto positivo nas ações da empresa. O banco reiterou o rating Outperform e o preço alvo de R$ 39. Segundo o BBI, a relação preço/lucro da empresa é de 29 vezes, desconto de 40% em relação à concorrente RD.

A Klabin informou que pagou voluntariamente e de forma antecipada uma linha de pré-pagamento à exportação. Foram liquidados US$ 450 milhões, de um montante total desembolsado de US$ 600 milhões, com vencimento em dezembro de 2023. O prazo médio de vencimento, três anos e quatro meses, era inferior ao prazo médio de dívida da Klabin. Segundo empresa, a transação tem como objetivo aprimorar sua estrutura de capital.

PetroRio (PRIO3)

A petroleira PetroRio informou, em fato relevante, que o conselho de administração ratificou a contratação da Ernst & Young Auditores como auditoria externa, em substituição à Lopes, Machado Auditores. Além disso, foram refeitas as demonstrações financeiras de 2019 e 2018.

Com isso, foram refeitos os formulários de informações trimestrais referentes aos períodos de três e seis meses encerrados em 30 de junho de 2019 e 30 de junho de 2020, e período de três meses findo em 31 de março de 2020.

Segundo a empresa, o laudo utilizado na alocação do preço pago pela aquisição dos ativos do Campo de Frade continha um erro, pois considerava o passivo de abandono de forma duplicada. O laudo foi reemitido para correção do erro e o valor correto deve ser ajustado.

O documento citou várias outras correções, que causaram um impacto positivo de R$ 206,4 milhões no resultado de 2019. Com isso, o lucro líquido consolidado de 2019 alcançou R$ 842,3 milhões.

Regra dos 10 tiros: aprenda a fazer operações simples que podem multiplicar por até 10 vezes o capital investido. Inscreva-se!

PagSeguro fecha parceria com TikTok para recebimento de pagamentos em conta digital

Logo no TikTok ao centro, com quatro celulares ao lado, com jovens fazendo vídeos (Reprodução/Facebook)

SÃO PAULO – A PagSeguro e o TikTok fecharam uma parceria para que os usuários do aplicativo de vídeo recebam os valores diretamente na conta digital do PagBank.

Em nota, Ricardo Dutra, CEO da PagSeguro, afirma que o negócio permitirá aos usuários receber os valores na conta digital, e usar os serviços oferecidos pela conta digital, como transferências, pagamentos de contas, recarga de celular, saque no Banco 24Horas e investimentos.

“A solução inovadora que oferecemos ao TikTok permite que os usuários recebam seus valores do TikTok com toda segurança e rapidez, diz Dutra.

PUBLICIDADE

Já o TikTok pontuou que a parceria é mais um passo para oferecer a seus usuários os melhores serviços e experiências.

O aplicativo, que pode ser banido dos Estados Unidos caso não venda suas operações para uma empresa americana, ultrapassou a marca de 2 bilhões de downloads em dispositivos móveis, segundo dados da consultoria Sensor Tower.

“Continuaremos a lançar novas funcionalidades que respondam às necessidades dos nossos usuários, além de fornecer as ferramentas e recursos que lhes permitem continuar criando e desfrutando de conteúdo de alta qualidade”, disse o TikTok em nota.

Newsletter InfoMoney – Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email: