Proposta da JBS de fechar capital da Pilgrim’s Pride nos EUA é positiva, mas analistas destacam prêmio no valor a ser pago

Fazenda de criação de gado da JBS (divulgação)

SÃO PAULO – A JBS (JBSS3anunciou na quinta-feira (12), após o fechamento do pregão, a proposta de adquirir a totalidade das ações da Pilgrim’s Pride e fechar o capital da empresa, que é negociada na Nasdaq, nos Estados Unidos.

Atualmente, a JBS detém, por meio de suas subsidiárias, 80,21% das ações da empresa de criação, incubação, processamento e distribuição de frangos e suínos.

Na avaliação de analistas do mercado financeiro o anúncio é positivo, dado que simplifica a estrutura corporativa da JBS e pode gerar sinergias para a companhia – mas implica prêmio no preço a ser pago pelo restante das ações.

O comunicado foi bem recebido por investidores, com alta de 0,8% das ações na Bolsa nesta sexta-feira (13), que encerraram o pregão negociadas a R$ 31,33.

Em relatório, o Itaú BBA avalia a transação como assertiva, dado que está alinhada com a estratégia já anunciada pela JBS de crescimento inorgânico.

Os analistas destacam que o valor da empresa sobre o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) implícito da transação é de 6,2 vezes, abaixo da maioria de seus pares e funciona como uma alternativa interessante para alocar o caixa gerado por meio desse ciclo positivo de carne bovina nos Estados Unidos.

Além disso, destacam, o ímpeto operacional da Pilgrim’s Pride está aumentando e pode apoiar a geração de caixa da JBS no futuro.

Embora a aquisição provavelmente não expanda a posição atual da JBS, ela pode gerar potencial sinergias na esfera administrativa, avalia o time de análise.

Isso porque a simplificação da atual estrutura corporativa da empresa pode significar mais espaço para ganhos de eficiência de despesas com vendas, gerais e administrativas (SG&A, na sigla em inglês).

PUBLICIDADE

O Itaú BBA tem recomendação outperform (acima da média do mercado) para as ações da JBS e preço-alvo de R$ 47.

Leia também:
JBS tem recordes no 2º tri, mas ações caem na Bolsa: o que esperar para os próximos trimestres

A proposta também faz sentido sob a análise do Bank of America, uma vez que simplificaria a estrutura corporativa da JBS, aumentando a flexibilidade para a empresa eventualmente prosseguir com seus planos já relatados de listar a JBS nos EUA.

O time de analistas cita ainda que a Pilgrim’s Pride acabou de adquirir o negócio Kerry Food, no Reino Unido, do qual a JBS pode capturar totalmente as sinergias.

O BofA manteve sua recomendação de compra para os papéis JBSS3 com preço-alvo de R$ 50.

Prêmio na aquisição

Ainda que o anúncio da JBS seja positivo, a Guide Investimentos destaca que o preço a ser pago pelo restante das ações da Pilgrim’s Pride possui um prêmio, que poderia ser menor, se a proposta de aquisição tivesse sido realizada há pelo menos um semestre, quando o papel estava próximo dos US$ 20.

O Bradesco BBI estima que a proposta de fechamento de capital da PPC implica que a JBS terá que pagar US$ 1,3 bilhão para comprar os cerca de 20% que não possui na companhia.

O valor implica prêmio de 17% sobre o preço de fechamento da PPC na quinta-feira (12) e um múltiplo EV/ Ebitda de um ano a frente de 6,5 vezes, em linha com o múltiplo da PPC nos últimos cinco anos.

PUBLICIDADE

No entanto, o múltiplo implícito pago pela PPC está acima do múltiplo de negociação da JBS de 4,2 vezes. O que explica esse movimento, na opinião dos analistas do BBI, é que a JBS pode estar procurando listar toda a sua operação nos EUA, ou a maior parte dela e, portanto, manter a PPC listada pode não fazer sentido – ter uma entidade maior e mais líquida pode destravar mais valor.

“Vemos a JBS sendo negociada com um desconto excessivo de aproximadamente 45% em relação a seu principal concorrente nos EUA, a Tyson Foods, desconto que poderia ser parcialmente fechado com uma listagem nos EUA – estimamos que cada redução de 10 pontos percentuais no desconto para a Tyson Foods implica aumento de R$ 7,00 no preço das ações da JBS ”, apontam os analistas.

O Bradesco BBI tem recomendação outperform para as ações da JBS e preço-alvo de R$ 38.

Quer atingir de uma vez por todas a consistência na Bolsa? Assista de graça ao workshop “Os 4 Segredos do Trader Faixa Preta” com Ariane Campolim.

Embraer entrega 34 jatos no 2º tri e anima analistas; ações sobem na Bolsa

A Embraer Serviços & Suporte foi criada para alavancar os negócios pós-venda. Foto: Divulgação/Embraer

SÃO PAULO – A Embraer (EMBR3) divulgou nesta quarta-feira (21) que entregou um total de 34 aeronaves no segundo trimestre de 2021, sendo 14 comerciais e 20 executivos.

De acordo com a companhia, ao fim de junho a carteira de pedidos firmes (‘’backlog’’) totalizava US$ 15,9 bilhões, crescimento de 12% ante o primeiro trimestre deste ano – o que representa um retorno aos níveis pré-pandemia.

No período, as entregas de aeronaves executivas somaram 11 modelos Phenom 300 e cinco Praetor 600. Já entre os jatos comerciais, foram 14 entregas, sendo sete deles E175 e o restante, E195-E2.

No mesmo trimestre de 2020, a Embraer havia entregado apenas quatro aeronaves em meio à pandemia de coronavírus. Já nos primeiros três meses de 2021, a companhia entregou nove jatos.

De acordo com analistas do mercado financeiro, os dados são positivos e devem beneficiar o desempenho das ações da companhia. Os papéis EMBR3 fecharam o pregão desta quarta com alta de 3% na B3, negociados a R$ 18,87. Na máxima do dia, as ações chegaram a subir 4,6%, a R$ 19,17.

Em relatório divulgado nesta quarta, o Bradesco BBI destaca que as notícias são positivas para a companhia, uma vez que as entregas de aeronaves comerciais e jatos executivos superaram as estimativas do banco de nove e 18 aeronaves, respectivamente.

O fato de as entregas de aeronaves comerciais estarem menos concentradas no modelo E175 e o cliente lançador, Binter Canarias, ter recebido apenas um em sete E195-E2s, também deve contribuir para maiores margens da aviação comercial entre abril e junho, escreveram os analistas.

Com o anúncio positivo, o Bradesco BBI está agora ajustando suas projeções para incorporar as novas entregas no segundo trimestre. O banco mantém sua recomendação outperform (acima da média do mercado) e preço-alvo para 2022 em US$ 21,00.

Também em relatório divulgado hoje, o Itaú BBA escreve que a entrega de jatos veio acima do esperado pelo banco, de 11 aeronaves.

PUBLICIDADE

Na avaliação dos analistas, a forte carteira de pedidos reforça a tendência de recuperação observada no mercado de aviação regional, o que deve beneficiar as entregas comerciais da Embraer nos próximos anos. O banco reforça sua recomendação de outperform para os papéis da companhia, com preço-alvo estimado para 2021 em US$ 21.

Já a Guide Investimentos avalia que a Embraer tem demonstrado bom posicionamento estratégico este ano, por meio de diversas parcerias no exterior e que tem sido capaz de aproveitar a reabertura da economia, voltando a entregar aeronaves.

“Vemos como uma forte recuperação em relação ao ano passado, quando a fabricante passou por uma grande crise em decorrência da pandemia e da desistência da Boeing no acordo anunciado de compra de parte da empresa brasileira”, escrevem os analistas, em relatório.

Guilherme Benchimol revela os segredos de gestão das maiores empresas do mundo no curso gratuito Jornada Rumo ao Topo. Inscreva-se já.