Ações da AES Tietê caem até 9% após nova proposta da Eneva; Positivo sobe forte com vitória no TSE e IRB salta 6%

SÃO PAULO – Após abertura em queda em meio à elevação das tensões entre EUA e China, o Ibovespa se recuperou e fechou próximo da estabilidade.

As ações da Vale (VALE3, R$ 58,60, -0,42%) fecharam em queda: o minério de ferro negociado em Qingdao com pureza de 62% registrou baixa de 1,5%, a US$ 109,55 a tonelada, em meio ao avanço dos estoques portuários na China.

Já Gerdau (GGBR4, R$ 17,14, +4,58%) e Usiminas (USIM5, R$ 7,55, +3,28%), que abriram em queda, viraram para ganhos: as companhias tiveram a recomendação elevada pelo Itaú BBA.

PUBLICIDADE

Destaque ainda para a Eneva (ENEV3, R$ 51,21, -1,84%), que comunicou ao mercado uma proposta para incorporar a AES Tietê (TIET11, R$ 15,55, -9,12%). “A principal questão é se a AES Corp aceitará essa nova oferta; caso contrário, isso poderá ir ao tribunal de arbitragem e levar algum tempo para a transação avançar”, destaca o Safra em relatório.

Já a Positivo (POSI3, R$ 5,59, +6,68%) viu suas ações subirem forte após ter sido declarada vencedora de uma licitação de R$ 799,9 milhões do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a compra de até 180 mil novas urnas eletrônicas.

O IRB (IRBR3, R$ 8,34, +6,24%) também registrou ganhos expressivos. Na véspera, a companhia informou ter conseguido na 2ª Vara de Conflitos de Arbitragem do Tribunal de Justiça de São Paulo uma decisão favorável que evita o bloqueio de R$ 1 bilhão. No próximo dia 31, ela realiza assembleia ordinária e extraordinária de acionistas. Apesar da forte alta hoje, as ações da companhia encerraram a semana com perdas de 7,33%.

Entre os melhores desempenhos da semana, destaque para a Weg (WEGE3), que saltou 14,84%, a R$ 66,71 após divulgar seu resultado na quarta-feira. Ela foi seguida pela Suzano (SUZB3) e Cemig (CMIG4), que subiram 6,15% e 6,00%, respectivamente, cotadas a R$ 42,30 e R$ 12,01.

já na ponta negativa o pior desempenho da semana foi da Cogna (COGN3), com perdas de 11,44%, para R$ 8,28. Completamento o Top 3 negativo ficaram a Gol (GOLL4) e a BrMalls (BRML3), com perdas de 9,42% e 9,09%, respectivamente, a R$ 18,84 e R$ 10,30.

Confira os destaques desta sexta-feira (24):

Eneva (ENEV3, R$ 51,21, -1,84%) e AES Tietê (TIET11, R$ 15,55, -9,12%)

PUBLICIDADE

A elétrica Eneva informou na quinta-feira à noite que fará uma proposta para incorporar a AES Tietê por cerca de R$ 7,5 bilhões, em uma operação que envolveria dinheiro e ações. Para isso, no entanto, dependeria de apoio do BNDESPar, que colocou à venda sua fatia de 28,4% na AES. No entanto, segundo o jornal “Valor Econômico”, o BNDES deve rejeitar a proposta da Eneva.

O motivo para a negativa é a participação elevada do pagamento em ações. Além disso, a AES Corp também faria uma proposta ao BNDES.

A Eneva disse no final de abril que estava estudando a possibilidade de fazer uma nova oferta pela AES Tietê depois que a feita anteriormente, de R$ 6,68 bilhões em em dinheiro e ações, foi rejeitada pelo conselho da AES Tietê.

A AES Corp. controla a unidade do Brasil com quase 62% de suas ações com direito a voto. Um acordo de acionistas concede ao BNDES, com cerca de 14% do capital votante, o direito de vetar decisões.

Os analistas do Itaú BBA consideraram positiva a proposta da Eneva. A estimativa é que o pagamento em dinheiro de R$ 727 milhões e mais 130,5 milhões em ações da Eneva resultam em um prêmio de 10% para a AES Tietê.

“Estimamos a criação de valor potencial de R$ 2,173 bilhões para os acionistas da Eneva. Outras vantagens potenciais do negócio incluem maior liquidez e inclusão em índices de ações, como o Ibovespa e o MSCI”, avaliaram em relatório a clientes.

Banco do Brasil (BBAS3, R$ 33,95, -1,16%)

O Banco do Brasil apresentou um agravo ao Tribunal de Contas da União (TCU) pedindo para a corte rever a proibição imposta sobre parte da publicidade da instituição financeira na internet. Segundo o jornal “Folha de S.Paulo”, o banco alega que perdeu mais da metade dos cerca de 100 milhões de acessos que tinha ao mês.

A limitação foi colocada após a revelação de que um site que propaga fake news disfarçadas de notícias elogiosas a Jair Bolsonaro recebia verba estatal. O TCU proibiu a veiculação de publicidade em sites com menos de dez anos —exceto vinculados à mídia de radiodifusão.

JBS (JBSS3, R$ 22,07, -1,30%)

PUBLICIDADE

O Ministério Público do Trabalho (MPT) pediu afastamento remunerado de todos os funcionários da unidade da JBS na cidade de Colíder (MT), por ao menos 14 dias. Segundo a agência de notícias Reuters, o MPT também pede que todos os colaboradores sejam testados para Covid-19.

Segundo o MPT, desde 20 de maio, a empresa já teve 84 casos confirmados pela Covid-19, ou 16,9% de todo os casos da cidade. A conta não inclui familiares e outras pessoas próximas deles.

O MPT alega ainda que a empresa tem afastado apenas trabalhadores sintomáticos e não houve afastamento de pessoas com doenças crônicas preexistentes, como hipertensão e diabetes. A JBS afirmou que entre as medidas adotadas contra a pandemia, afasta colaboradores com resultado de teste positivo para Covid-19.

Por outro lado, em webinar, André Nogueira, CEO das operações da JBS nos EUA, afirmou na noite de quinta-feira que a produção de carne nos EUA voltou a “níveis normais” após a onda de paralisações de fábricas em razão de surtos de coronavírus.

Nesta semana, a produção da JBS nos EUA está acima do mesmo período do ano passado, mesmo com as medidas adotadas para evitar a contaminação por Covid-19 entre os trabalhadores, afirmou. “Para minha surpresa, a produção voltou aos níveis normais. Estou muito orgulhoso da nossa equipe, da rapidez com que conseguimos ajustar a produção”, destacou o CEO.

Em abril, no auge da crise, a produção de carne suína e bovina nos EUA caiu de 30% a 40%, levando os consumidores ao pânico, disse Nogueira.

Petrobras (PETR3, R$ 23,33, +0,43%; PETR4, R$ 22,73, +0,71%)

A diretoria da Petrobras aprovou o início dos processos de contratação de três novas plataformas do tipo “Floating Production Storage and Off loading (FPSOs) para o campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos.

Segundo a companhia, as três plataformas fazem parte do plano de desenvolvimento do Campo de Búzio e, até o final da década, o número de plataformas instaladas deve chegar a 12 (quatro já estão em operação).

PUBLICIDADE

A expectativa é que esse campo possa produzir mais de 2 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), o que o transformaria no maior ativo de produção da estatal.

Atualmente, o campo já corresponde por mais de 20% da produção total da Petrobras.

Positivo (POSI3, R$ 5,59, +6,68%)

A Positivo foi declarada vencedora de uma licitação de R$ 799,9 milhões do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a compra de até 180 mil novas urnas eletrônicas.

O contrato foi alvo de uma guerra de recursos entre a Positivo e um consórcio formado pelas empresas Diebold e Smartmatic, o que adiou o desfecho do caso em meio à pandemia do novo coronavírus. Como resultado, os novos equipamentos não serão utilizados nas eleições municipais deste ano, e sim a partir de 2022.

Segundo o TSE, os equipamentos a serem fabricados não serão utilizados para o pleito deste ano, pois “não há mais tempo hábil para fabricação e programação”. O tribunal conta atualmente com um parque de 470 mil urnas, número considerado suficiente pela área técnica para a realização das eleições municipais de novembro deste ano. A última vez que o tribunal adquiriu novos aparelhos foi em 2015.

Hypera (HYPE3, R$ 34,25, +1,51%)

De acordo com o Valor Econômico, a Hypera Pharma contratou o banco de investimento BR Partners para vender sua marca Xantinon. A companhia espera conseguir entre R$ 200 milhões e R$ 250 milhões na venda, segundo uma fonte próxima à negociação ouvida pelo jornal.

O medicamento tem receita de R$ 50 milhões. O remédio compõe o portfólio da Takeda, comprada no país pela Hypera. A companhia brasileira terá agora que se desfazer de algumas marcas visando a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) da transação.

Os analistas do Bradesco BBI lembram que a Hypera está se antecipando à questionamento do Cade, uma vez que já possui, como concorrentes para o Xantinon, as marcas Epocler, Estomazil e Gastrol. O impacto desa venda, no entanto, seria de apenas 7% sobre o portfólio da Takeda.

“Reiteramos os impactos positivos das aquisições recentes, que após as sinergias (das compras do Buscopan e portfólio da Takeda) deverão trazer um aumento de aproximadamente 600 pontos básicos na margem Ebitda”, avaliaram.

Em dezembro, a Hypera já havia comprado os ativos da Boehringer no Brasil, o que inclui a marca Buscopan.

A Hypera divulga seus resultados do segundo trimestre nesta sexta-feira, após o fechamento dos mercados.

Lojas Americanas (LAME4, R$ 35,53, -0,64%) e B2W (BTOW3, R$ 121,59, +1,33%)

O avanço do aplicativo Ame Digital fez o Morgan Stanley elevar a recomendação da Lojas Americanas para “overweight”, com preço-alvo de R$ 42 (ante R$ 30 da recomendação anterior). No caso da B2W (Lojas Americanas.com, Submarino e Shoptime), o preço-alvo subiu de R$ 90 para R$ 102.

Os analistas avaliam que as empresas de comércio eletrônico estão colocando suas plataformas em outros mercados, incluindo serviços como entrega de alimentos, jogos e outros, as transformando em “super aplicativos”.

“Vemos o Ame Digital contribuindo com R$ 3,7 bilhões em valor para a Lojas Americanas e B2W com base na captura estimada (de receitas)”, avaliaram os analistas do banco americano.

Gerdau (GGBR4, R$ 17,14, +4,58%) e Usiminas (USIM5, R$ 7,55, +3,28%)

O Itaú BBA elevou a recomendação para as ações do setor de siderurgia. No caso de Gerdau e Usiminas, os papéis foram elevados para “outperform”, com preços-alvo para 2021 de, respectivamente, R$ 20 e R$ 9. No caso da CSN, a recomendação foi mantida em “outperform”, com preço-alvo de R$ 14.

Em relatório, eles explicam que o desempenho desses papéis está cerca de 8% abaixo do Ibovespa, mesmo com a recuperação demonstrada por essa indústria.

“Acreditamos que uma aceleração (de setores da economia) no terceiro trimestre de 2020 poderia abrir as portas para aumentos adicionais de preços, beneficiando significativamente as margens operacionais”, avaliaram, em relatório a clientes.

(Com Agência Estado e Bloomberg)

Aprenda a identificar as ações com maior potencial de valorização: assista à série gratuita Stock Picking – A Habilidade mais Valiosa do Mercado

Eneva confirma nova proposta por AES Tietê; Positivo vence licitação do TSE para novas urnas e mais notícias

SÃO PAULO – No noticiário corporativo, destaque para a Eneva, que informou que fará uma proposta para incorporar a AES Tietê por cerca de R$ 7,5 bilhões. Já a Positivo foi declarada vencedora de uma licitação de R$ 799,9 milhões do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a compra de até 180 mil novas urnas eletrônicas.

E nesse início da temporada de balanços, a Hypera divulga seus resultados do segundo trimestre após o fechamento dos mercados. A agenda ainda tem estreias das novas ações da Dimed e Irani na B3.

Em destaque entre as recomendações, o Itaú  BBA elevou a recomendação para as ações de Gerdau e
Usiminas a outperform, a Lojas Americanas foi elevada a overweight por Morgan Stanley, a Alupar foi elevada a compra pelo BB Investimentos, com preço-alvo de R$ 28, enquanto a CPFL foi elevada a compra pelo Goldman, com preço-alvo de R$ 35. Confira os destaques desta sexta-feira (24):

Eneva (ENEV3) e AES Tietê (TIET11)

PUBLICIDADE

A elétrica Eneva informou na quinta-feira à noite que fará uma proposta para incorporar a AES Tietê por cerca de R$ 7,5 bilhões, em uma operação que envolveria dinheiro e ações. Para isso, no entanto, dependeria de apoio do BNDESPar, que colocou à venda sua fatia de 28,4% na AES. No entanto, segundo o jornal “Valor Econômico”, o BNDES deve rejeitar a proposta da Eneva.

O motivo para a negativa é a participação elevada do pagamento em ações. Além disso, a AES Corp também faria uma proposta ao BNDES.

A Eneva disse no final de abril que estava estudando a possibilidade de fazer uma nova oferta pela AES Tietê depois que a feita anteriormente, de R$ 6,68 bilhões em em dinheiro e ações, foi rejeitada pelo conselho da AES Tietê.

A AES Corp. controla a unidade do Brasil com quase 62% de suas ações com direito a voto. Um acordo de acionistas concede ao BNDES, com cerca de 14% do capital votante, o direito de vetar decisões.

Os analistas do Itaú BBA consideraram positiva a proposta da Eneva. A estimativa é que o pagamento em dinheiro de R$ 727 milhões e mais 130,5 milhões em ações da Eneva resultam em um prêmio de 10% para a AES Tietê.

“Estimamos a criação de valor potencial de R$ 2,173 bilhões para os acionistas da Eneva. Outras vantagens potenciais do negócio incluem maior liquidez e inclusão em índices de ações, como o Ibovespa e o MSCI”, avaliaram em relatório a clientes.

PUBLICIDADE

Banco do Brasil (BBAS3)

O Banco do Brasil apresentou um agravo ao Tribunal de Contas da União (TCU) pedindo para a corte rever a proibição imposta sobre parte da publicidade da instituição financeira na internet. Segundo o jornal “Folha de S.Paulo”, o banco alega que perdeu mais da metade dos cerca de 100 milhões de acessos que tinha ao mês.

A limitação foi colocada após a revelação de que um site que propaga fake news disfarçadas de notícias elogiosas a Jair Bolsonaro recebia verba estatal. O TCU proibiu a veiculação de publicidade em sites com menos de dez anos —exceto vinculados à mídia de radiodifusão.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) pediu afastamento remunerado de todos os funcionários da unidade da JBS na cidade de Colíder (MT), por ao menos 14 dias. Segundo a agência de notícias Reuters, o MPT também pede que todos os colaboradores sejam testados para Covid-19.

Segundo o MPT, desde 20 de maio, a empresa já teve 84 casos confirmados pela Covid-19, ou 16,9% de todo os casos da cidade. A conta não inclui familiares e outras pessoas próximas deles.

O MPT alega ainda que a empresa tem afastado apenas trabalhadores sintomáticos e não houve afastamento de pessoas com doenças crônicas preexistentes, como hipertensão e diabetes. A JBS afirmou que entre as medidas adotadas contra a pandemia, afasta colaboradores com resultado de teste positivo para Covid-19.

Por outro lado, em webinar, André Nogueira, CEO das operações da JBS nos EUA, afirmou na noite de quinta-feira que a produção de carne nos EUA voltou a “níveis normais” após a onda de paralisações de fábricas em razão de surtos de coronavírus.

Nesta semana, a produção da JBS nos EUA está acima do mesmo período do ano passado, mesmo com as medidas adotadas para evitar a contaminação por Covid-19 entre os trabalhadores, afirmou. “Para minha surpresa, a produção voltou aos níveis normais. Estou muito orgulhoso da nossa equipe, da rapidez com que conseguimos ajustar a produção”, destacou o CEO.

PUBLICIDADE

Em abril, no auge da crise, a produção de carne suína e bovina nos EUA caiu de 30% a 40%, levando os consumidores ao pânico, disse Nogueira.

A diretoria da Petrobras aprovou o início dos processos de contratação de três novas plataformas do tipo “Floating Production Storage and Off loading (FPSOs) para o campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos.

Segundo a companhia, as três plataformas fazem parte do plano de desenvolvimento do Campo de Búzio e, até o final da década, o número de plataformas instaladas deve chegar a 12 (quatro já estão em operação).

A expectativa é que esse campo possa produzir mais de 2 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), o que o transformaria no maior ativo de produção da estatal.

Atualmente, o campo já corresponde por mais de 20% da produção total da Petrobras.

Positivo (POSI3)

A Positivo foi declarada vencedora de uma licitação de R$ 799,9 milhões do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a compra de até 180 mil novas urnas eletrônicas.

O contrato foi alvo de uma guerra de recursos entre a Positivo e um consórcio formado pelas empresas Diebold e Smartmatic, o que adiou o desfecho do caso em meio à pandemia do novo coronavírus. Como resultado, os novos equipamentos não serão utilizados nas eleições municipais deste ano, e sim a partir de 2022.

Segundo o TSE, os equipamentos a serem fabricados não serão utilizados para o pleito deste ano, pois “não há mais tempo hábil para fabricação e programação”. O tribunal conta atualmente com um parque de 470 mil urnas, número considerado suficiente pela área técnica para a realização das eleições municipais de novembro deste ano. A última vez que o tribunal adquiriu novos aparelhos foi em 2015.

PUBLICIDADE

De acordo com o Valor Econômico, a Hypera Pharma contratou o banco de investimento BR Partners para vender sua marca Xantinon. A companhia espera conseguir entre R$ 200 milhões e R$ 250 milhões na venda, segundo uma fonte próxima à negociação ouvida pelo jornal.

O medicamento tem receita de R$ 50 milhões. O remédio compõe o portfólio da Takeda, comprada no país pela Hypera. A companhia brasileira terá agora que se desfazer de algumas marcas visando a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) da transação.

Os analistas do Bradesco BBI lembram que a Hypera está se antecipando à questionamento do Cade, uma vez que já possui, como concorrentes para o Xantinon, as marcas Epocler, Estomazil e Gastrol. O impacto desa venda, no entanto, seria de apenas 7% sobre o portfólio da Takeda.

“Reiteramos os impactos positivos das aquisições recentes, que após as sinergias (das compras do Buscopan e portfólio da Takeda) deverão trazer um aumento de aproximadamente 600 pontos básicos na margem Ebitda”, avaliaram.

Em dezembro, a Hypera já havia comprado os ativos da Boehringer no Brasil, o que inclui a marca Buscopan.

A Hypera divulga seus resultados do segundo trimestre nesta sexta-feira, após o fechamento dos mercados.

Lojas Americanas (LAME4) e B2W (BTOW3)

O avanço do aplicativo Ame Digital fez o Morgan Stanley elevar a recomendação da Lojas Americanas para “overweight”, com preço-alvo de R$ 42 (ante R$ 30 da recomendação anterior). No caso da B2W (Lojas Americanas.com, Submarino e Shoptime), o preço-alvo subiu de R$ 90 para R$ 102.

Os analistas avaliam que as empresas de comércio eletrônico estão colocando suas plataformas em outros mercados, incluindo serviços como entrega de alimentos, jogos e outros, as transformando em “super aplicativos”.

“Vemos o Ame Digital contribuindo com R$ 3,7 bilhões em valor para a Lojas Americanas e B2W com base na captura estimada (de receitas)”, avaliaram os analistas do banco americano.

Gerdau (GGBR4) e Usiminas (USIM5)

O Itaú BBA elevou a recomendação para as ações do setor de siderurgia. No caso de Gerdau e Usiminas, os papéis foram elevados para “outperform”, com preços-alvo para 2021 de, respectivamente, R$ 20 e R$ 9. No caso da CSN, a recomendação foi mantida em “outperform”, com preço-alvo de R$ 14.

Em relatório, eles explicam que o desempenho desses papéis está cerca de 8% abaixo do Ibovespa, mesmo com a recuperação demonstrada por essa indústria.

“Acreditamos que uma aceleração (de setores da economia) no terceiro trimestre de 2020 poderia abrir as portas para aumentos adicionais de preços, beneficiando significativamente as margens operacionais”, avaliaram, em relatório a clientes.

(Com Agência Estado e Bloomberg)

Aprenda a identificar as ações com maior potencial de valorização: assista à série gratuita Stock Picking – A Habilidade mais Valiosa do Mercado

Ação da Positivo cai 12,5% após resultado de oferta de ações; Vale, bancos e siderúrgicas recuam

SÃO PAULO – O alívio para o Ibovespa durou pouco: após ter fechado quase estável na véspera depois de uma queda de até 2,22% no intraday, o índice voltou a registrar fortes quedas nesta sexta-feira, encerrando janeiro com seu pior desempenho mensal desde fevereiro de 2019.

Bancos, Vale (VALE3) e siderúrgicas voltaram a pressionar o índice para baixo, enquanto apenas 11 ações registraram ganhos.

O grande destaque, contudo, ficou para uma ação fora do índice: a Positivo (POSI3), que viu suas ações caírem 12,5% após a companhia divulgar o resultado da oferta de ações. Confira os destaques:

PUBLICIDADE

Positivo (POSI3

A Positivo Tecnologia, de Curitiba (PR), comunicou a captação de R$ 353,7 milhões através da emissão de 54 milhões de novas ações ordinárias, cada uma ao preço de R$ 6,55. A oferta foi anunciada no dia 20 deste mês e precificada hoje. Segundo a Positivo, os papéis serão negociados na B3 entre os dias 3 e 4 de fevereiro. O capital social da empresa passou para R$ 742,7 milhões, dividido em 141,8 milhões de ações ordinárias. Segundo a fabricante de computadores do Paraná, os recursos levantados com a oferta serão destinados à expansão da empresa, através do aumento dos contratos com instituições públicas, na expansão da Positivo Service, de serviços de software, e no reforço da estrutura de capital da empresa.

BR Distribuidora (BRDT3)

A Petrobras Distribuidora informou que recebeu o valor de R$ 37,4 milhões da estatal elétrica Eletrobras. Segundo a BR, essa valor é a vigésima-primeira parcela de uma dívida que a Eletrobras possui com a empresa. O valor total da dívida não foi divulgado e a BR Distribuidora afirma já ter recebido um total de R$ 4,2 bilhões, referentes a vinte parcelas. “A companhia informa que futuros pagamentos vinculados a estes ICDs serão tempestivamente divulgados ao mercado”, escreveu o diretor-executivo de finanças da BR Distribuidora, André Corrêa Natal.

A operadora de telefonia Oi comunicou que fechou um contrato para vender um imóvel, no Rio de Janeiro, no valor de R$ 120,5 milhões. Segundo a empresa, em recuperação judicial, a compradora será a Alianza Gestão de Recursos Ltda.

A Oi afirmou que o judiciário autorizou a transação, que faz parte do seu plano de se desfazer de ativos não essenciais para o funcionamento das operações. O imóvel a ser vendido – a transação só se concretizará em março deste ano – fica no bairro do Botafogo, na Rua General Polidoro.

A operadora de telefonia Oi comunicou ainda ao mercado que o executivo Rodrigo Modesto de Abreu assumiu ontem o cargo de diretor-presidente da organização. Abreu trabalha na Oi desde setembro de 2018. Sua chegada ao cargo já era prevista desde 12 de dezembro, quando foi eleito para substituir Eurico Teles.

A Eletrobras informou ontem que precificou em US$ 1,2 bilhão (R$ 5,1 bilhões) as notes que lançará em breve no mercado americano. Segundo a estatal elétrica brasileira, os papéis terão vencimentos em 2025 e 2030. As notes com vencimento em 2025, em um valor total emitido de US$ 500 milhões, pagarão um yield (retorno) de 3,625%; enquanto as notes com vencimento em 2030, no valor de US$ 750 milhões, pagarão um yield de 4,625%.

PUBLICIDADE

Santander Brasil (SANB11)

O Santander Brasil fechou a compra da fatia do Banco Olé que pertencia à Bosan Participações por R$ 1,608 bilhão. A transação envolve 40% de ações do capital social do Olé, que eram o único ativo da Bosan. Com a transação, anunciada em dezembro, o Santander passa a ser, direta e indiretamente, titular da totalidade das ações de emissão do Banco Olé.

O Olé tem como foco o crédito consignado, e o Santander informou em março do ano passado que a Bosan formalizou interesse em exercer a opção de venda de sua fatia no capital da instituição para a Aymoré Crédito, Financiamento e Investimento, controlada pelo Santander Brasil.

Minerva (BEEF3

O frigorífico Minerva, de Barretos (SP), comunicou que a sua subsidiária Athena, que atua no Chile, pediu o cancelamento do seu registro de companhia aberta no país. O pediu foi feito à CMF, Comisión del Mercado Financiero, que regula o mercado de capitais da Bolsa de Santiago.

Paraná Banco e Daycoval

O Paraná Banco  pediu à CVM o registro de companhia e também a adesão da companhia ao Nível 2 de Governança Corporativa da B3. O banco informou que pretende realizar uma captação de recursos através de uma oferta pública de ações (IPO), ou da emissão de Units, cujo montante, contudo, ainda não está definido. Estas operações poderão ser feitas no Brasil e nos Estados Unidos, ou em ambos os países. O Banco Paraná é um banco privado de investimentos, com sede em Curitiba.

Além do Paraná Banco, o Daycoval também selecionou assessores financeiros para capitanear uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) e voltar à bolsa brasileira.

A Petrobras divulgou na manhã de hoje um teaser para vender as usinas eólicas de Mangue Seco, no Rio Grande do Norte. Segundo a empresa, serão vendidas as usinas de Mangue Seco 1 e Mangue Seco 2, no município de Guamaré. Na Mangue Seco 1, a Petrobras tem uma participação de 49% e 51% são da Alubar Energia, enquanto na Mangue Seco 2 a Petrobras tem 49% e a Eletrobras (ELET3) tem 51%.

A Petrobras informou que a capacidade geradora das duas usinas é de 52 MW. As usinas de Mangue Seco fazem parte de um parque eólico com quatro usinas, cuja capacidade total de geração é de 104 MW. A estatal comenta que a venda faz parte do seu plano de desinvestimentos e adequação de portfólio, para melhorar o valor aos acionistas.

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) abriu nesta quinta-feira (30) uma investigação contra a BRF e JBS por conta de comentários feitos pelos CEOs das duas empresas durante evento do Credit Suisse realizado na véspera.

O processo, assinado pelo presidente do Cade, Alexandre Cordeiro, trata da suspeita de que as duas companhias estariam formando um cartel no mercado de aves e suínos no país.

Durante o evento, Gilberto Tomazoni, CEO da JBS, e Lourival Luz, da BRF, responderam a uma pergunta sobre o preço do milho no mercado brasileiro. Segundo eles, os valores subiram muito e estão pesando sobre os custos, o que deve levar a um repasse para os preços dos produtos, em especial aves e suínos. Veja a matéria.

Tomazoni explicou durante o painel que a alta da commodity, que é usada na alimentação dos animais, se deu por diversos motivos, incluindo a forte demanda de exportação e o seu uso doméstico para produção de etanol.

Em nota enviada à Bloomberg, a JBS afirmou que não foi notificada da abertura de nenhum processo investigativo no Cade até o momento. Além disso, a empresa disse que rechaça qualquer alegação de prática de cartel. Já a BRF afirmou que atua de forma ética e íntegra em todos os negócios, tendo segurança em afirmar que age de acordo com as regras concorrenciais.

A MRV promoveu a Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para discutir novo formato de potencial proposta de investimento na AHS Residential.

A Vale teve a cobertura iniciada com recomendação overweight (exposição acima da média do mercado) pelo JPMorgan. Em meio à disseminação do novo coronavírus, companhia disse que operações portuárias asiáticas estão ‘normais’. A empresa já suspendeu viagens de negócios para a China e todos os funcionários da Vale no país estão trabalhando remotamente. Além disso, a Litela reduziu participação acionária na mineradora, com a venda de 386 milhões de ações ordinárias. A empresa passa a ter 10,13% dos papéis desconsiderando as ações em tesouraria.

(Com Bloomberg e Agência Estado)

Oi vende mais um ativo e novo CEO assume cargo; Positivo capta R$ 353 mi em follow-on e mais destaques

A BR Distribuidora informou ontem que recebeu o valor de R$ 37,4 milhões da estatal Eletrobras, referente a uma dívida que a empresa e suas subsidiárias têm com a companhia. Segundo a BR – que não informou qual é o valor total da dívida – a Eletrobras e suas subsidiárias já pagaram R$ 4,2 bilhões. Já a operadora de telefonia Oi (OIBR4), que está em recuperação judicial, comunicou ao mercado que venderá um imóvel pelo preço de R$ 120,5 milhões, localizado no bairro do Botafogo, Rio de Janeiro. A Positivo divulgou resultado da oferta de ações, enquanto o Paraná Banco

BR Distribuidora (BRDT3)

A Petrobras Distribuidora informou que recebeu o valor de R$ 37,4 milhões da estatal elétrica Eletrobras. Segundo a BR, essa valor é a vigésima-primeira parcela de uma dívida que a Eletrobras possui com a empresa. O valor total da dívida não foi divulgado e a BR Distribuidora afirma já ter recebido um total de R$ 4,2 bilhões, referentes a vinte parcelas. “A companhia informa que futuros pagamentos vinculados a estes ICDs serão tempestivamente divulgados ao mercado”, escreveu o diretor-executivo de finanças da BR Distribuidora, André Corrêa Natal.

A operadora de telefonia Oi comunicou que fechou um contrato para vender um imóvel, no Rio de Janeiro, no valor de R$ 120,5 milhões. Segundo a empresa, em recuperação judicial, a compradora será a Alianza Gestão de Recursos Ltda.

PUBLICIDADE

A Oi afirmou que o judiciário autorizou a transação, que faz parte do seu plano de se desfazer de ativos não essenciais para o funcionamento das operações. O imóvel a ser vendido – a transação só se concretizará em março deste ano – fica no bairro do Botafogo, na Rua General Polidoro.

A operadora de telefonia Oi comunicou ainda ao mercado que o executivo Rodrigo Modesto de Abreu assumiu ontem o cargo de diretor-presidente da organização. Abreu trabalha na Oi desde setembro de 2018. Sua chegada ao cargo já era prevista desde 12 de dezembro, quando foi eleito para substituir Eurico Teles.

A Eletrobras informou ontem que precificou em US$ 1,2 bilhão (R$ 5,1 bilhões) as notes que lançará em breve no mercado americano. Segundo a estatal elétrica brasileira, os papéis terão vencimentos em 2025 e 2030. As notes com vencimento em 2025, em um valor total emitido de US$ 500 milhões, pagarão um yield (retorno) de 3,625%; enquanto as notes com vencimento em 2030, no valor de US$ 750 milhões, pagarão um yield de 4,625%.

Santander Brasil (SANB11)

O Santander Brasil fechou a compra da fatia do Banco Olé que pertencia à Bosan Participações por R$ 1,608 bilhão. A transação envolve 40% de ações do capital social do Olé, que eram o único ativo da Bosan. Com a transação, anunciada em dezembro, o Santander passa a ser, direta e indiretamente, titular da totalidade das ações de emissão do Banco Olé.

O Olé tem como foco o crédito consignado, e o Santander informou em março do ano passado que a Bosan formalizou interesse em exercer a opção de venda de sua fatia no capital da instituição para a Aymoré Crédito, Financiamento e Investimento, controlada pelo Santander Brasil.

Minerva (BEEF3

O frigorífico Minerva, de Barretos (SP), comunicou que a sua subsidiária Athena, que atua no Chile, pediu o cancelamento do seu registro de companhia aberta no país. O pediu foi feito à CMF, Comisión del Mercado Financiero, que regula o mercado de capitais da Bolsa de Santiago.

PUBLICIDADE

Positivo (POSI3

A Positivo Tecnologia, de Curitiba (PR), comunicou a captação de R$ 353,7 milhões através da emissão de 54 milhões de novas ações ordinárias, cada uma ao preço de R$ 6,55. A oferta foi anunciada no dia 20 deste mês e precificada hoje. Segundo a Positivo, os papéis serão negociados na B3 entre os dias 3 e 4 de fevereiro. O capital social da empresa passou para R$ 742,7 milhões, dividido em 141,8 milhões de ações ordinárias. Segundo a fabricante de computadores do Paraná, os recursos levantados com a oferta serão destinados à expansão da empresa, através do aumento dos contratos com instituições públicas, na expansão da Positivo Service, de serviços de software, e no reforço da estrutura de capital da empresa.

Paraná Banco e Daycoval

O Paraná Banco  pediu à CVM o registro de companhia e também a adesão da companhia ao Nível 2 de Governança Corporativa da B3. O banco informou que pretende realizar uma captação de recursos através de uma oferta pública de ações (IPO), ou da emissão de Units, cujo montante, contudo, ainda não está definido. Estas operações poderão ser feitas no Brasil e nos Estados Unidos, ou em ambos os países. O Banco Paraná é um banco privado de investimentos, com sede em Curitiba.

Além do Paraná Banco, o Daycoval também selecionou assessores financeiros para capitanear uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) e voltar à bolsa brasileira.

A Petrobras divulgou na manhã de hoje um teaser para vender as usinas eólicas de Mangue Seco, no Rio Grande do Norte. Segundo a empresa, serão vendidas as usinas de Mangue Seco 1 e Mangue Seco 2, no município de Guamaré. Na Mangue Seco 1, a Petrobras tem uma participação de 49% e 51% são da Alubar Energia, enquanto na Mangue Seco 2 a Petrobras tem 49% e a Eletrobras (ELET3) tem 51%.

A Petrobras informou que a capacidade geradora das duas usinas é de 52 MW. As usinas de Mangue Seco fazem parte de um parque eólico com quatro usinas, cuja capacidade total de geração é de 104 MW. A estatal comenta que a venda faz parte do seu plano de desinvestimentos e adequação de portfólio, para melhorar o valor aos acionistas.

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) abriu nesta quinta-feira (30) uma investigação contra a BRF e JBS por conta de comentários feitos pelos CEOs das duas empresas durante evento do Credit Suisse realizado na véspera.

O processo, assinado pelo presidente do Cade, Alexandre Cordeiro, trata da suspeita de que as duas companhias estariam formando um cartel no mercado de aves e suínos no país.

Durante o evento, Gilberto Tomazoni, CEO da JBS, e Lourival Luz, da BRF, responderam a uma pergunta sobre o preço do milho no mercado brasileiro. Segundo eles, os valores subiram muito e estão pesando sobre os custos, o que deve levar a um repasse para os preços dos produtos, em especial aves e suínos. Veja a matéria.

Tomazoni explicou durante o painel que a alta da commodity, que é usada na alimentação dos animais, se deu por diversos motivos, incluindo a forte demanda de exportação e o seu uso doméstico para produção de etanol.

Em nota enviada à Bloomberg, a JBS afirmou que não foi notificada da abertura de nenhum processo investigativo no Cade até o momento. Além disso, a empresa disse que rechaça qualquer alegação de prática de cartel. Já a BRF afirmou que atua de forma ética e íntegra em todos os negócios, tendo segurança em afirmar que age de acordo com as regras concorrenciais.

A MRV promoveu a Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para discutir novo formato de potencial proposta de investimento na AHS Residential.

A Vale teve a cobertura iniciada com recomendação overweight (exposição acima da média do mercado) pelo JPMorgan. Em meio à disseminação do novo coronavírus, companhia disse que operações portuárias asiáticas estão ‘normais’. A empresa já suspendeu viagens de negócios para a China e todos os funcionários da Vale no país estão trabalhando remotamente. Além disso, a Litela reduziu participação acionária na mineradora, com a venda de 386 milhões de ações ordinárias. A empresa passa a ter 10,13% dos papéis desconsiderando as ações em tesouraria.

(Com Bloomberg e Agência Estado)

Ação da Braskem sobe 2% e Cielo cai 6% com recomendações; bancos caem após BC citar “open banking”

SÃO PAULO – Na quinta sessão de queda para o Ibovespa, algumas ações, principalmente alvo de recomendações, ganharam destaque. É o caso de Braskem (BRKM5), que tem um novo dia de ganhos após ter a recomendação elevada por HSBC e Morgan Stanley.

Os ativos tiveram forte alta na bolsa e já avançam 16,75% em janeiro, desde que assinaram acordo para apoiar a desocupação e compensação de cerca de 17.000 moradores de áreas de risco em Maceió (AL), saltando 18% no mês. Enquanto isso, a Cielo (CIEL3) caiu forte após ter a recomendação reduzida pelo Bradesco BBI.

A Gol (GOLL4), por sua vez, teve uma nova sessão de ganhos: o Morgan Stanley revisou estimativas e manteve recomendação equivalente à compra para os papéis GOLL4 e da Azul (AZUL4). Ontem, os ativos da Gol já haviam subido forte com dados operacionais de dezembro considerados positivos.

PUBLICIDADE

As ações dos bancos também tiveram queda nesta sessão, sendo boa parte puxados nesta sessão pela fala de Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central. Hoje, o presidente do BC disse que as medidas que tomará nos três primeiros meses deste ano são autorizar que fintechs atuem com microcrédito, análise da consulta pública do sandbox regulatório e simplificação do acesso ao crédito rural.

Fora do Ibovespa, as ações da Positivo (POSI3), por sua vez, após chegarem a subir até 5% após obterem nova chance para participar da licitação de urnas eletrônicas, diminuíram fortemente os ganhos e fecharam em alta de apenas 0,83%. Confira os destaques:

Maiores altas

Ativo Variação % Valor (R$)
BTOW3 5.34138 68.04
IRBR3 3.86169 41.15
MGLU3 3.55936 52.08
RADL3 3.00909 113.31
LAME4 2.71108 26.52

Maiores baixas

Ativo Variação % Valor (R$)
CIEL3 -6.13027 7.35
BRDT3 -2.63432 28.09
CCRO3 -2.42066 18.14
CVCB3 -2.14253 43.39
BBAS3 -2.03377 51.06

O Bradesco BBI reduziu a recomendação para a Cielo de neutro para underperform (desempenho abaixo da média do mercado) e cortou o preço-alvo de R$ 7 para R$ 6,50, o que representa uma queda de 17% em relação ao fechamento da última quarta-feira.

De acordo com Victor Schabbel, analista do banco, a pressão sobre os lucros deve persistir: “é improvável que a potencial vantagem das renegociações de incentivos seja suficiente para mudar as perspectivas. Nossas estimativas de lucro são 33% e 34% inferiores ao consenso para 2020 e 2021”.

Leia também: Bradesco BBI rebaixa Cielo e diz que empresa “não está pronta” para retomada; ação despenca

A análise cita alguns fatores negativos que levaram ao corte na avaliação: dependência crescente da Cateno, sociedade de cartões de empresa com o Banco do Brasil, que foi de 20% da receita em 2018 e deve ter crescido para 34% em 2019; e um ambiente muito competitivo no setor brasileiro de cartões. “A diretoria está fazendo o certo, mas esse trabalho levará algum tempo para aparecer nos resultados”, conclui o BBI.

PUBLICIDADE

BR Distribuidora (BRDT3), Braskem (BRKM5), Enauta (ENAT3) e Petrobras (PETR3;PETR4)

Após uma forte alta das ações, o Morgan Stanley reduziu a recomendação para Enauta de overweight para equalweight, pois a relação risco-recompensa parece equilibrada.

Já a BR Distribuidora e Braskem passaram de underweight para equalweight, enquanto a Petrobras segue sendo a principal opção dentro do setor de petróleo e gás na América Latina.

Sobre Braskem, o banco destacou que os fatores de risco que ameaçavam a empresa ficaram menos relevantes, como o problema no Estado de Alagoas, que começou a ser resolvido. O preço-alvo da ação da Braskem passou de R$ 33,35 para R$ 35,00. Ainda sobre Braskem, os analistas do HSBC elevaram a recomendação de neutra para equivalente à compra.

Sobre BR Distribuidora, os analistas avaliam que, com a venda de quatro refinarias da Petrobras, a BR poderá criar sinergias com empresas da cadeia na distribuição, como a Ultrapar, que já manifestou interesse na refinaria Alberto Pasquallini, no Rio Grande do Sul. O preço-alvo da ação da BRDT3 subiu de R$ 24,00 para R$ 31,50.

Sobre ENAT3, o Morgan lembra que as ações da petrolífera, antiga Queiroz Galvão Produção, tiveram um rali com alta de 65% no valor nos últimos três meses, e agora tende a haver uma acomodação. Mesmo assim, o preço-alvo da ação subiu, de R$ 16,00 para R$ 16,50. “Se o preço do petróleo continuar o rali, a ação poderá encontrar maior suporte”, avalia.

A Marfrig já está em fase avançada de desenvolvimento para lançar no Brasil a sua versão da carne de porco vegana. Segundo executivos, a empresa já tem um protótipo aprovado internamente, faltam só ajustes comerciais para lançar o produto, ainda sem data definida.

“Vale lembrar que o projeto de carne bovina vegetal da Marfrig foi lançado no Brasil em agosto. Em seguida, entrou na rede Burger King no país e, no final do ano, as primeiras levas do hambúrguer vegano foram enviadas para China e Uruguai, com a marca Revolution. Já a Seara, da JBS, produz um hambúrguer e empanados de carne de frango vegetal, mas diz que ainda não tem previsão para a carne suína vegana”, destaca a XP Investimentos.

O Ministério Público de Minas Gerais planeja apresentar denúncias criminais “nos próximos dias” contra a Vale e alguns de seus executivos e funcionários envolvidos no caso do rompimento de barragem que matou ao menos 259 pessoas em Brumadinho (MG), enquanto o Ministério Público Federal continua a investigar o caso.

Andressa Lanchotti, promotora de Justiça e coordenadora da força-tarefa do MPMG que apura o desastre, disse à agência de notícias Reuters que a denúncia terá de 15 a 20 acusados, incluindo também trabalhadores ligados à empresa que atestou a estabilidade da barragem, a alemã TÜV SÜD, assim como as próprias companhias. “O que podemos tirar das investigações é que havia muitos elementos apontando risco, o risco não era desconhecido”, afirmou Lanchotti.

A International Meal Company Alimentação, uma das maiores empresas de alimentação industrial do Brasil, decidiu vender 6,79 milhões de ações ordinárias na B3. A empresa tomou a decisão ontem em reunião do Conselho de Administração na capital paulista. Segundo um comunicado publicado pela IMC, a venda deverá ser efetuada em 18 meses a partir de ontem.

As corretoras escolhidas para efetivar a venda foram a Santander, Credit Suisse e BTG Pactual. O objetivo da venda é “fortalecer o fluxo de caixa”. Logo antes de aprovar a venda das 6,79 milhões de ações, que estão na Tesouraria, a empresa encerrou o seu programa de recompra dos papéis.

Positivo (POSI3

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu um prazo de oito dias úteis para que as duas empresas participantes da licitação para compra de novas urnas eletrônicas apresentem novos projetos.

As empresas Positivo e Smartmatic do Brasil foram desclassificadas do certame por não cumprirem especificações técnicas, mas terão nova oportunidade. A decisão foi tomada pelos ministros do TSE em sessão extraordinária realizada na tarde de hoje (8).

Os ministros rejeitaram recurso das empresas, e deram a elas, conforme Artigo 48 da Lei 8.666, que disciplina o procedimento licitatório, a chance de apresentar novas propostas.

O TSE se encontra em recesso, mas a presidente do tribunal, ministra Rosa Weber, convocou uma sessão administrativa em caráter extraordinário apenas para apreciação do recurso.

As duas empresas têm até o dia 20 para entregar as novas propostas de projeto. Os testes técnicos deverão ocorrer entre os dias 21 e 26, com entrega dos resultados no último dia. Segundo o TSE, a publicação do resultado ocorrerá ainda em janeiro, no dia 27.

O TSE pretende introduzir um novo modelo de urna eletrônica no Brasil. Esse novo modelo terá um design diferente, mais ergonômico, com a tela e o teclado em uma única visão. “A medida tende a agilizar a votação, uma vez que o eleitor terá mais controle e menos possibilidade de cometer erros ou equívocos no momento da digitação”, afirma o TSE.

A Omega Geração, empresa produtora de energia com sede em Belo Horizonte (MG) comunicou ontem ao mercado que concluiu a aquisição das operações de energia eólica Delta 7 e Delta 8.

Os dois parques eólicos ficam no Estado do Maranhão e têm a capacidade de gerar 97,2 MW. A Omega informou que pagou um total de R$ 282,8 milhões nos parques. A Omega já possui mais três parques eólicos na mesma região, os Delta 3, 4 e 5. Segundo a empresa, com as novas aquisições a capacidade de geração subiu para 1.195 MW operacionais.

A estatal Eletrobras começou neste ano a transferência da gestão e operação do Hospital Nair Alves de Souza, no Estado da Bahia, para a União, o governo estadual e o município de Paulo Afonso.

A empresa atendeu à determinação de uma ação civil pública. Segundo a Eletrobras, o hospital era de responsabilidade da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), desde a construção da Usina de Paulo Afonso. Segundo a Eletrobras, a Chesf teve um gasto de R$ 56 milhões em 2019 com o hospital.

A União Europeia definiu o dia 30 de abril como o novo prazo para revisão do acordo entre Boeing e Embraer, segundo comunicado no site da Comissão Europeia. A data limite para a revisão era, inicialmente, em 20 de fevereiro.

TSE abre novo prazo para licitação de urnas eletrônicas; Positivo e Smartmatic terão outra oportunidade

Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu um prazo de oito dias úteis para que as duas empresas participantes da licitação para compra de novas urnas eletrônicas apresentem novos projetos.

As empresas Positivo (POSI3) e Smartmatic do Brasil foram desclassificadas do certame por não cumprirem especificações técnicas, mas terão nova oportunidade. A decisão foi tomada pelos ministros do TSE em sessão extraordinária realizada na tarde de hoje (8).

Os ministros rejeitaram recurso das empresas, e deram a elas, conforme Artigo 48 da Lei 8.666, que disciplina o procedimento licitatório, a chance de apresentar novas propostas.

PUBLICIDADE

O TSE se encontra em recesso, mas a presidente do tribunal, ministra Rosa Weber, convocou uma sessão administrativa em caráter extraordinário apenas para apreciação do recurso.

A presidente da Corte mostrou bom humor com os colegas, convocados para ir ao tribunal durante o recesso. “Eu só tenho a agradecer a vossas excelências por terem atendido à minha convocação com a presteza necessária. Estava com tantas saudades que resolvi chamá-los para me fazerem um pouco de companhia”, disse Rosa Weber antes de encerrar a sessão.

As duas empresas têm até o dia 20 para entregar as novas propostas de projeto. Os testes técnicos deverão ocorrer entre os dias 21 e 26, com entrega dos resultados no último dia. Segundo o TSE, a publicação do resultado ocorrerá ainda em janeiro, no dia 27.

O TSE pretende introduzir um novo modelo de urna eletrônica no Brasil. Esse novo modelo terá um design diferente, mais ergonômico, com a tela e o teclado em uma única visão. “A medida tende a agilizar a votação, uma vez que o eleitor terá mais controle e menos possibilidade de cometer erros ou equívocos no momento da digitação”, afirma o TSE.

Ações da Petrobras seguem petróleo e sobem, enquanto bancos avançam até 4%; Positivo dispara 33% em três pregões

SÃO PAULO – Em uma sessão de recorde histórico, com o Ibovespa superando os 110 mil pontos, as ações de Vale (VALE3) e siderúrgicas, como CSN (CSNA3), Usiminas (USIM5) e Gerdau (GGBR4), subiram com as notícias de que os EUA e a China estão chegando mais perto de um acerto em relação às tarifas que seriam revertidas em um acordo comercial da primeira fase, mesmo diante das tensões em Hong Kong e Xinjiang.

Atenção ainda para a Engie (EGIE3), que avançou 2% após a recomendação ter sido elevado pelo Credit Suisse. Já as ações da Smiles (SMLS3), após chegarem a cair quase 2%, viraram para ganhos. Na véspera, a companhia viu seus ativos caírem mais de 8% com a divulgação do guidance abaixo do esperado pelos analistas. Já os ativos da Positivo (POSI3) dispararam 18%, acumulando ganhos de 33% em apenas 3 sessões: nesta data, a XP iniciou cobertura para os ativos com recomendação de compra (veja mais clicando aqui).

Por outro lado, os ativos da Dommo (DMMO3), que chegaram a saltar 18,71%, fecharam com ganhos mais modestos, de 4,52%. Na véspera, os ativos despencaram 61%  depois da companhia informar que pode deixar de pagar o afretamento da FPSO OSX-3.

PUBLICIDADE

Bancos como Itaú Unibanco (ITUB4), Bradesco (BBDC3;BBDC4) e Banco do Brasil (BBAS3) também subiram forte acompanhando, além do maior otimismo com o exterior, os dados da economia brasileira como um todo. Após o PIB do terceiro trimestre na véspera, foram divulgados os dados da produção industrial de outubro, com alta de 0,8% na base de comparação mensal.

Os ativos da Petrobras (PETR3;PETR4) também registraram ganhos seguindo a alta de 4% do petróleo, com a expectativa pelo encontro da Opep, que pode decidir por cortes na produção, além da queda maior do que a esperada nos estoques de petróleo nos EUA.

Maiores altas

Ativo Variação % Valor (R$)
BPAC11 4.41501 70.95
WEGE3 3.61446 31.82
ITUB4 3.59875 36.56
TIMP3 2.7717 14.09
CSNA3 2.73865 13.13

Maiores baixas

Ativo Variação % Valor (R$)
RADL3 -2.93239 107.25
JBSS3 -2.81941 27.23
SUZB3 -2.67009 37.91
MRFG3 -2.5732 10.98
BRDT3 -2.15472 27.7

Confira os destaques desta sessão:

A Petrobras pretende fazer uma nova oferta para vender a fatia que ainda detém na BR Distribuidora, disse Roberto Castello Branco, presidente da estatal, em entrevista ao Valor Econômico. A previsão é que a oferta aconteça ainda em 2020.

O executivo disse que o plano estratégico da companhia, anunciado na semana passada, não faz menção à taxa de câmbio por
ser extremamente difícil fazer uma previsão.

A companhia informou ainda o início da fase vinculante para a venda de suas participações em 8 blocos exploratórios em terra, localizados na Bacia do Recôncavo, segundo comunicado, e divulgou teaser de E&P na Bacia do Espírito Santo. As refinarias da companhia tiveram menor processamento em 21 meses, em meio à manutenção da refinaria Revap, de acordo com dados da ANP compilados pela Bloomberg. Hoje, também há o Investor Day em Nova York.

PUBLICIDADE

Saneamento

A Câmara aprovou a urgência e pode votar nesta quarta novo marco legal do saneamento, segundo o site da casa. O relator da
proposta, deputado Geninho Zuliani (DEM-SP), espera que o texto seja aprovado.

Contudo, a resistência de parlamentares da bancada nordestina e de deputados de centro sobre o texto pode frustrar as tentativas de o projeto ser votado ainda nesta semana pelo plenário da Câmara, adiando a apreciação para a próxima semana.

O ponto principal do projeto é estabelecer prazo para licitação obrigatória dos serviços de saneamento, em que empresas privadas e estatais competirão, diz a reportagem. Parte da oposição defende a manutenção da prerrogativa dos prefeitos de optar pela licitação ou pelo contrato de programa com a estatal.

O Bradesco BBI e o Morgan Stanley iniciaram cobertura para a C&A com recomendação equivalente à compra. De acordo com Richard Cathcart, do BBI, a visão é de que a companhia oferece um mix atrativo de: : (1) crescimento acelerado, (2) espaço para melhora em rentabilidade e (3) valuation atrativo.

Segundo o analista, a que governança mais forte com IPO deve permitir recuperação da cia com investimento em lojas e distribuição. O preço-alvo para o ativo é de R$ 24; já o Morgan Stanley tem preço-alvo de R$ 20 para a ação e destaca que vê a companhia bem posicionada para investir em iniciativas que reduza a sua diferença com a Lojas Renner.

Positivo (POSI3)

A XP iniciou cobertura para as ações da Positivo com recomendação de compra e preço-alvo de R$10,0 para o final de 2020. Com base no fechamento de mercado de 2 de dezembro, o potencial de alta das ações é de 19,5%.

A recomendação é baseada em três pontos: 1) melhora macroeconômica, com exposição ao cenário de recuperação de consumo; 2) desconexão entre múltiplos e fundamentos e 3) opcionalidades de crescimento, com licitações públicas e novas linhas de negócio.

“A Positivo é líder absoluta nos processos de licitação pública de PCs (que representa 25% das vendas atualmente), segmento em que a companhia apresentou participação de mercado entre 40-70% desde 2012. Além disso, a empresa investiu em novas frentes de crescimento por meio de projetos estruturados em servidores, IoT (Casa Inteligente) e locação de equipamentos”, destaca a XP.

A Engie Brasil foi elevada a outperform pelo Credit Suisse.

Ainda sobre a companhia, a Engie e a Inframerica assinaram contrato para trocar diesel por energia limpa no Aeroporto de Brasília, segundo informações do Estadão

A Hapvida afirmou ter assinado uma proposta vinculante para comprar a Medical Medicina Cooperativa Assistencial de Limeira, no interior paulista, por cerca de R$ 294 milhões.

A companhia destacou em fato relevante que a Medical tem cerca de 80 mil beneficiários e que o valor da transação pode mudar por ajuste de preço decorrente de possível variação da diferença entre ativos e passivos da empresa comprada.

Fertilizantes Heringer (FHER3)

Em assembleia geral realizada nesta terça-feira, dia 3, os credores da Fertilizantes Heringer aprovaram o plano de Recuperação Judicial da companhia, que ainda deverá ser homologado pela Justiça, já que a aprovação pelos credores da classe 2, com garantia real, teve quórum de 45,36%.

A Sabesp comunicou que o investimento total em água e esgoto previsto para o município de Guarulhos passará de R$ 2 bilhões para R$ 3,3 bilhões ao longo de 40 anos. Destes, R$ 1,2 bilhão serão em água e R$ 2,1 bilhões em esgoto.

Acontece nesta quarta-feira a definição de preço por ação em oferta primária da companhia.

A Braskem questionou a Odebrecht sobre relatos de que o grupo controlador teria três anos para vender as ações da companhia, segundo comunicado.

De acordo com o documento, não há, até o momento, qualquer definição relacionada à obrigação de venda da participação do grupo na Braskem e à distribuição de dividendos, informou Odebrecht em reposta ao questionamento da petroquímica.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) rejeitou nesta terça-feira (3) uma proposta de acordo com os irmãos Joesley e Wesley Batista para encerrar um caso envolvendo o uso de uma aeronave da JBS pelos executivos.

A proposta dos dois visava o pagamento de R$ 150 mil no caso de Joesley e R$ 200 mil para Wesley, sendo que o primeiro ainda sugeriu o reembolso de quase R$ 140 mil à empresa.

O Comitê de Termo de Compromisso (CTC) da CVM entendeu que o acordo não seria conveniente nem oportuno, devido à gravidade do caso concreto, o histórico dos proponentes e o contexto do caso, que envolveu o uso de aeronave da JBS para fins particulares de Joesley Batista no âmbito dos acordos de colaboração firmados pelos proponentes com o Ministério Público Federal.

O colegiado da CVM acompanhou o CTC e rejeitou a proposta de termo de compromisso apresentada por Wesley e Joesley Batista.

Wesley foi acusado por ser diretor presidente da JBS e não adotar os procedimentos e cautela exigíveis na gestão da companhia, ao tomar decisões relativas à implementação de controles e à autorização para o uso de aeronaves da JBS de junho de 2012 a agosto de 2016.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

(Com Bloomberg, Agência Estado e Câmara Notícias)